Colégio de Corregedores Gerais homenageia magistrada do TJAC por notáveis serviços prestados às causas da Justiça

A decana da Corte acreana, desembargadora Eva Evangelista, recebeu a medalha de Honra ao Mérito Desembargador Décio Antônio Erpen, serviços prestados ao Judiciário acreano e brasileiro

O Colégio Permanente de Corregedores Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil (CCOGE), fez da última sessão deste ano, um momento de homenagem e reconhecimento em uma solenidade especial. A desembargadora do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), a decana da Corte, Eva Evangelista, foi uma das agraciadas com outorga da Medalha de Honra ao Mérito Desembargador Décio Antônio Erpen.

Concedida pela Comissão Executiva do Colégio, a honraria foi criada em 2010, e se destina a agraciar autoridades públicas e privadas que tenham notáveis serviços prestados ao Colégio Permanente de Corregedores Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil ou contribuído por qualquer meio e de modo eficaz para o fortalecimento, aperfeiçoamento e celeridade da prestação jurisdicional ou à causa da Justiça.

A solenidade que aconteceu no formato virtual, foi aberta pelo presidente do CCOGE, o desembargador Fernando Tourinho, corregedor-geral de Justiça do Alagoas. A homenagem foi apresentada pelo desembargador João Rebouças, presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

Na ocasião, João Rebouças, ressaltou que a homenagem é um agradecimento aos que, ao longo de sua carreira jurídica constitucional, atuaram e atuam com excelência, contribuindo com o Judiciário brasileiro.  “Tivemos a necessidade de nos reinventarmos. O Colégio de Corregedores, assim como o Judiciário brasileiro, enfrentaram vários obstáculos, mas não poderíamos deixar de fechar o ano sem esse reconhecimento. O dia de hoje é de festa, aplauso e alegria”, ressaltou.

O corregedor-geral da Justiça do Maranhão, desembargador Paulo Velten, que assumirá a presidência na próxima gestão do CCOGE, enfatizou o merecimento dos homenageados. “Hoje todos que estão sendo homenageados com a medalha Décio Erpen, são merecedores”, disse Paulo Velten.

A indicação do nome da desembargadora Eva Evangelista foi apresentado ao Colégio pelo corregedor-geral de Justiça do Acre, desembargador Junior Alberto, e foi acatada pelos colegas, que reconhecem a exitosa atuação da mesma.

“Merecida a homenagem à nossa decana, desembargadora Eva Evangelista de Araújo Souza, por sua contribuição ao longo de mais de quatro décadas para a firmação e credibilidade do Poder Judiciário do Estado do Acre, demonstrando entusiasmo com a distribuição da justiça aos cidadãos, principalmente em medidas voltadas às causas sociais, à frente da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Comsiv), Projeto Cidadão e Justiça Restaurativa, levando o acesso à Justiça aos mais vulneráveis e necessitados”, ressaltou o desembargador Junior.

Trajetória

Com 45 anos na magistratura acreana e no posto de primeira mulher a receber a investidura de juíza no Acre, a desembargadora Eva Evangelista, atualmente é membro da Primeira Câmara Cível; e há quatro anos coordena o Projeto Cidadão – um dos maiores programas sociais do Tribunal de Justiça Acreano – e a Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar. A atuação nas causas foi de caráter exemplar, levando a desembargadora ao posto de vice-presidente do Colégio de Coordenadorias de Violência Doméstica e Familiar (COCEVID).

O TJAC tem realizado, por meio de sua atuação, em várias ações para promover a prevenção à violência doméstica e colaborar com a proteção das mulheres. Palestras nas escolas estaduais, conscientizando desde cedo os jovens, trabalho de responsabilização junto aos autores de violência e aprimoramento para tornar mais célere a prestação jurisdicional em casos de violência doméstica e familiar contra a mulher, esforços concentrados de julgamento e ações multidisciplinares de combate à violência contra as mulheres, têm sido algumas das ações que tem levado a instituição acreana a reconhecimento nacional.

A desembargadora recebeu a homenagem dizendo ter ficado extremamente honrada em ter na sua trajetória a honraria da Medalha de Honra ao Mérito Desembargador Décio Antônio Erpen, do CCOGE. Agradeceu ao desembargador Junior Alberto, pela generosidade da indicação e reconhecimento pelos seus 45 anos de magistratura.

A decana fez questão dividir o momento tão singular. “Compartilho a honra e o prestígio que recebido com os membros do Tribunal de Justiça do Acre, com os magistrados e servidores, e todos aqueles que contribuem pela aplicação do direito e realização de justiça”, finalizou a desembargadora Eva Evangelista.

Postado em: COGER, Galeria, Notícias | Tags:, , , ,

Fonte: GECOM Atualizado em 17/12/2020