Arte do Ser

O projeto foi desenvolvido pela falta de opções de lazer e atividades educacionais dentro do ambiente das instituições de acolhimento de Rio Branco. O projeto foi criado tendo como premissa basilar o fato de que a concentração, disciplina e criatividade são alguns dos resultados obtidos quando o lado artístico nos infantes é instigado e desenvolvido. Por conseguinte, tanto o desenvolvimento escolar, quanto o convívio social serão afetados de forma positiva. O projeto será uma forma de extensão da sala de aula, só que de forma mais social.

Ademais, os trabalhos manuais ajudam na compreensão e reflexão acerca de algumas questões sociais como a valorização pessoal, conseguir promover a autonomia, relacionamento interpessoal, ao passo que fomenta nos infantes a confiança em si próprios, realizando tarefas que os tornem reconhecidos pelos outros.

O projeto visa mostrar a importância da arte na educação das crianças e jovens; as possibilidades que ela proporciona na vida dos infantes, além de ser uma ferramenta para os aproximar da cultura nacional e local.

A construção de uma sociedade capaz de valorizar as produções artísticas em geral, por um viés sensível e permitir novas leituras da produção humana, depende, dentre outros elementos, de um processo que precisa ser iniciado desde a infância. Aprender a apreciar e FAZER arte – em suas diferentes manifestações – é um processo que não pode ser negado às crianças e, portanto, deve fazer parte das atividades desenvolvidas dentro das instituições de acolhimento.

Para além das atividades artesanais, o projeto coloca em foco o tema da saúde mental dentro dos abrigos, promovendo um canal de escuta especial para os adolescentes à medida que busca minimizar os danos psicológicos causados pelo tempo de abrigamento. 

Para mais informações sobre o projeto, acesse: Arte do Ser

Fonte: Atualizado em 10/05/2021