Judiciário do Acre participa de 3° Encontro de Corregedores com atuação no Acre

Corregedor-geral da Justiça do Acre, desembargador Samuel Evangelista, participou do evento realizado na sexta-feira, 31, na Defensoria Pública, com objetivo de trocar experiências para aperfeiçoar os serviços prestados

As corregedorias têm a função de fiscalizar e adotar medidas para melhorar os serviços prestados pelos órgãos e instituições públicas, assim como, corrigir as falhas. Para aprimorar esse trabalho e estabelecer canais de comunicação e proximidade, ocorreu nesta sexta-feira, 31, o 3° Encontro de Corregedores com atuação no Acre, com a participação da Corregedoria de Justiça do Acre (Coger).

Além do corregedor-geral, desembargador Samuel Evangelista, também estava presente no momento, realizado na Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC), o desembargador Laudivon Nogueira, corregedor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Mas, ainda participaram do encontro representantes de outras corregedorias do Estado, como Ministério Público, Polícia Militar e Civil, Procuradoria Geral do Estado, Bombeiros, Instituto Penitenciário do Acre (Iapen) e outras.

O evento iniciou com a palestra “Fundadas razões para abordagem policial”, ministrada pela promotora Aretuza Cruz. Em seguida, houve diálogo entre as autoridades, que expuseram seus anseios, dúvidas e sugestões para aperfeiçoamento dos serviços prestados. Ao final, foi anunciado que o Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) será o próximo anfitrião do encontro entre as Corregedorias que trabalham no estado.

Para o corredor-geral, desembargador Samuel Evangelista, o evento proporciona a aproximação entre as instituições para verificarem os pontos de atuação que são necessários desenvolver. O magistrado ainda aproveitou para sugerir outros assuntos que poderiam ser tratados nos próximos encontros e propôs a instituição de um presidente para o colegiado dos Corregedores.

Durante o encontro alguns dos participantes agradeceram a atuação do Judiciário, tanto com a destinação dos recursos de penas pecuniárias para as unidades do Iapen, na capital e interior, que equipam as centrais do Instituto, quanto lembraram que a ideia de realizar o encontro dos corregedores nasceu a partir das reuniões organizadas pelo desembargador Elcio Mendes, quando atuou na Coger, no Biênio 2021/2023.

O atual corregedor, desembargador Samuel Evangelista discorreu sobre o trabalho do órgão e enfatizou a importância de encontro. “Fui corregedor entre 2009 e 2011 e estou voltando agora. A Coger tem três gerências, uma de fiscalização judicial, outra dos serviços extrajudiciais e a terceira de serviços auxiliares. A Corregedoria da Justiça tem uma atuação mais voltado ao 1°Grau. E quando eu assumi tive a honra de suceder o desembargador Elcio que modernizou e automatizou a Corregedoria. Esses encontros são importantes e quero receber a visita de vocês e também ir visita-los”.

Emanuelly Falqueto | Comunicação TJAC