Dupla é condenada pelo Tribunal do Júri por integrar organização criminosa

Acusados foram sentenciados cada um a 14 anos e seis meses de reclusão pela prática dos crimes de tentativa de homicídio qualificado, corrupção de menores e integrar organização criminosa

Dupla que fez taxista de refém e foi a um bar efetuar disparos contra supostos membros de facção criminosa rival foi condenada pelo Tribunal do Júri, realizado na Vara Criminal da Comarca de Brasiléia. Dessa forma, cada um deve cumprir 14 anos e seis meses de reclusão, em regime inicial fechado, além de pagarem 10 dias-multa.

Os réus foram condenados pela prática de três crimes: tentativa de homicídio qualificado, corrupção de menores e integrar organização criminosa. Conforme os autos, a dupla e mais três adolescentes foram a um bar na cidade e efetuaram disparos contra pessoas que supostamente eram de organização criminosa rival e um dos tiros atingiu uma pessoa que estava no local e não tinha relação com a disputa entre as facções.

A sentença foi assinada pelo juiz de Direito Clovis Lodi, titular da unidade judiciária. Para o magistrado as circunstâncias dos crimes foram desfavoráveis, pois, os réus saíram atirando contra pessoas em um bar.

“(…) a vítima estava com seus amigos em uma residência, quando o réu e seus comparsas chegaram com o taxista que fizeram de refém, desceram em um bar e efetuando os disparos com arma de fogo contra supostos integrantes da organização criminosa rival ao que promove, vindo a atingir a vítima (…)”, registrou o juiz.

 

Assessoria | Comunicação TJAC