Gestão da Memória valoriza o patrimônio cultural do Poder Judiciário do Acre

Novas ações colaboram na preservação de registros para o usufruto das gerações futuras e são responsáveis em fomentar a divulgação da história da Justiça do Acre

Inaugurado em 30 de abril de 1957, o Palácio da Justiça foi a primeira sede do Poder Judiciário do Acre. Desde 2008, o espaço foi ressignificado e tornou-se um centro cultural, sendo um ambiente que acolhe o Museu da Justiça e a Biblioteca Doutor Alberto Zaire. Conheça mais!

Arte e história estão disponíveis para a sociedade acreana. Antes da pandemia era comum o fluxo de visitas de estudantes de escolas públicas ao museu e de tantos outros para pesquisarem no acervo bibliográfico. De acordo com o livro de registro, o Palácio da Justiça recebeu mais de 11 mil visitantes em 2019.

Além de preservar a história da instituição, o ambiente se tornou referência para o movimento cultural da cidade. Exposições, rodas de conversa e poesia, vernissages, mostras temáticas e vários eventos são realizados no local.

Para se somar a esse contexto, a gestão do TJAC inovou ao instituir a Comissão de Gestão da Memória neste ano de 2021. Esse é um marco organizacional para o fomento de boas práticas voltadas à conservação, preservação, restauração, valorização e difusão de bens culturais.

A Gestão da Memória promove cidadania e tem uma interlocução com a gestão documental. A gerente de Acervos Ana Cunha enfatiza que “a comissão representa um ganho, pois ela é interdisciplinar e dá visibilidade ao resgaste histórico, vivências, narrativas e oralidades elevando a um novo patamar as ações culturais e educativas”.

Um exemplo disso é o edital para coleta e registro das memórias do TJAC, onde todo o material inscrito pelo público interno e externo será registrado em uma revista eletrônica. As inscrições ocorrem por meio do e-mail: publicacao.memoria@tjac.jus.br, até o dia 8 de fevereiro de 2022. Participe!

Essa vertente de valorização é uma diretriz do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que também está com as inscrições abertas o Prêmio Memória do Poder Judiciário: saiba mais.

Miriane Teles | Comunicação TJAC