Administração recebe juízes de Direito dos Juizados Especiais Cíveis

Reunião, que ocorreu no Gabinete da Presidência, abordou sobre vários serviços em prol dos usuários da Justiça.

A XVI edição da Semana Nacional da Conciliação ocorrerá de 8 a 12 de novembro de 2021, em todos os tribunais de Justiça do território nacional, com o objetivo de estimular o uso dos meios consensuais de solução de litígios. Para alinhar a campanha, o presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), em exercício, desembargador Roberto Barros, e o corregedor-geral da Justiça, desembargador Élcio Mendes, reuniram-se com os juízes de Direito dos Juizados Especiais Cíveis da Comarca de Rio Branco, Lilian Deise e Geordane Dourado.

Na oportunidade, além de tratarem sobre a campanha da conciliação, os magistrados abordaram sobre centralização dos serviços de conciliação e de juízes leigos; do processo seletivo simplificado para contratação temporária de cadastro de reservas para os cargos de juiz leigo e juíza leiga, conciliador e conciliadora; e outros pontos em prol dos usuários da Justiça. Acompanharam a reunião, os juízes-auxiliares da Presidência e da Corregedoria-Geral, Leandro Gross e Lois Arruda.

Conciliação

Para a Semana Nacional da Conciliação, o Poder Judiciário acreano vem selecionando os processos que tenham possibilidade de acordo e intima as partes envolvidas no conflito. Caso as pessoas físicas e jurídicas desejem resolver uma pendência por meio do acordo, devem entrar em contato com a unidade judiciária e informar a intenção através de cadastro. Acesse aqui.

Processo seletivo e distribuição regionalizada e de desempenho de conciliadores (as) e de juízes (as) leigos (as)

O edital para o processo seletivo simplificado para contratação temporária de cadastro de reservas para os cargos de juiz leigo e juíza leiga, conciliador e conciliadora, foi publicado na edição desta terça-feira, 26, do Diário da Justiça Eletrônico. Na ocasião, o desembargador-presidente em exercício, destacou a necessidade do certame e o quanto ajudará no fluxo das audiências.

Já no caso da Resolução COJUS nº 58 de 2021, que dispõe sobre a implantação do modelo de distribuição regional e de desempenho de juízes leigos e conciliadores, os magistrados aprovaram a iniciativa e acreditam que o fluxo será melhorado.

Ana Paula Batalha da Silva | Comunicação TJAC