Vara Criminal de Brasiléia realiza mutirão de Júri Popular

Foram pautados 13 casos, até o momento foram realizados 6 julgamentos e o restante acontece até o próximo dia 9 de julho

A Vara Criminal da Comarca de Brasiléia está realizando mutirão de Júri Popular até o dia 9 de julho. A ação, conduzida pelo juiz de Direito Clóvis Lodi, titular da unidade judiciária, e os servidores do Judiciário acreano, iniciou no último dia 14 de junho e já realizou seis julgamentos, restando mais sete casos agendados para serem avaliados nos próximos dias, totalizando 13 júris.

O principal objetivo da concentração desses julgamentos foi garantir celeridade no andamentos dos feitos, tendo em vista que por conta das medidas de segurança devido a pandemia da COVID-19, sessões de Tribunais do Júri foram suspensas temporariamente, durante os períodos críticos das taxas de contaminação da doença.

Os Júris estão sendo realizados de forma semipresencial, com juiz, promotores, defesa, jurados, vítimas, testemunhas e réus indo até a sala de audiência no Fórum, mas os familiares e público em geral recebem um link para acompanhar o julgamento por videoconferência, através do Google Meet, à distância.

Dessa forma as regras de distanciamento para evitar a propagação do novo coronavírus são respeitadas, seguidas à risca, e a população interessada pode assistir os Júris de maneira virtual. Então, as pessoas que desejarem ver algum dos julgamentos, precisa entrar em contato com a secretária da Vara Criminal de Brasiléia e solicitar o link de acesso.

“Nós estamos realizado esse mutirão nesse sentido, até para a família também poder ter acesso a sessão do Júri. E como estamos na pandemia, ela fica semipresencial, quem tem interesse abrimos o link no Google Meet”, explicou o magistrado.

Julgamentos e pautas

Entre os processos que já foram julgados estão casos de homicídios qualificados cometidos por réus integrantes de facção, tentativa de homicídio qualificado e feminicídios. Até o momento foram sentenciados 10 réus, a penas que somam mais de 193 anos de reclusão.

Para os próximos julgamentos, que ocorrerem às segunda, quartas e sextas-feiras, a partir desta sexta-feira, 25, estão pautados Tribunal de Júri de 11 denunciados acusados em processos de: tentativa de homicídio qualificado, tentativa de feminicídio e homicídio simples.

Assessoria | Comunicação TJAC