Iniciativas da Justiça Acreana são apresentadas em evento nacional do legislativo

Grupo Reflexivo “Homens em transformação” é apresentado como ação no combate à violência doméstica, na Conferência da Unale.

Iniciativas relacionadas à proteção da mulher e de atendimento humanizado do Poder Judiciário do Acre são apresentadas no 23ª edição da Conferência da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), nesta quinta-feira, 21. O evento, realizado na Bahia, iniciou no dia da Consciência Negra, dia 20 , segue até sexta-feira, 22, tendo como lema “humanizando as leis em um novo tempo”.

A juíza de Direto Andréa Brito foi convidada para discorrer sobre o Grupo Reflexivo “Homens em Transformação”, realizado na Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas (Vepma) da Comarca de Rio Branco. O Grupo atua com a responsabilização dos autores de violência doméstica que estão cumprindo penas.

Responsabilização

A Justiça Acreana por meio da Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar incentiva e promove ações para proteger a mulher, prevenir esse tipo de crime e responsabilização dos autores de violência doméstica, como Grupo Reflexivo “Homens em Transformação”.

O trabalho é feito por equipe multidisciplinar da unidade judiciária e procura conscientizar o participante a mudar o comportamento e evitar a violência contra mulher. Durante as reuniões são ministradas palestras sobre temas como, uso abusivo de álcool, sexualidade, comunicação não violenta e Lei Maria da Penha.

Palestrantes de diversas instituições públicas, como Ministério Público, Defensoria, Procuradoria e da Assembleia Legislativa são convidados a contribuir e conversar com os autores. A ação busca evitar a reentrada do autor no sistema judiciário por este tipo de crime, pois possibilita que o participante reconheça sua responsabilidade para mudança de atitude.

Unale

A conferência da Unale é realizada todo ano, reunindo legisladores estaduais e entidades que debatem temas relacionados ao legislativo estadual, com objetivo de criar um ambiente democrático de troca de experiências, que elabora maneiras para melhorar o país.

Além disso, esta edição da conferência debate os seguintes assuntos: suicídio e automutilação; combate a violência contra as mulheres; e a implantação do Sistema Único de Segurança Pública em todas as regiões do Brasil.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 21/11/2019