Expedição Juruá – Purus: Tribunal entrega Selo Enasp em Sena Madureira e Bujari

Durante mais de 100 horas, o Tribunal de Justiça do Acre percorreu diversas cidades do interior do Estado com vistas a promover a entrega do Selo de Bronze às comarcas que mais se notabilizaram no alcance das metas da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp).

Não menos importante, a agenda institucional Expedição Juruá-Purus teve o intuito de assegurar a interiorização das ações executadas na Capital do Estado (nas áreas de segurança, infraestrutura, tecnologia etc).

Os trabalhos prosseguiram nesses últimos cinco dias, com a participação da presidência e as equipes da Diretoria Regional e de Comunicação do Tribunal.

Comarca de Sena Madureira

Nesta sexta-feira (3), houve a entrega do Selo de Bronze na Comarca de Sena Madureira, em ato conduzido pelo desembargador-presidente Roberto Barros.

 Ele entregou o prêmio às mãos da juíza Zenice Mota, titular da Vara Criminal da Comarca e destacou significado do resultado obtido.

“Isso é muito importante para que a sociedade consiga ver o trabalho do Judiciário e que contribuímos também para a segurança pública, na medida em que julgamos com rapidez os crimes contra a vida”, disse.

A magistrada se disse “honrada com a visita”, que representava “a concretização do olhar do Tribunal para o interior do Estado”. “Essa conquista é de vocês”, afirmou ela se referindo aos servidores da unidade judiciária.

Homenagem

A solenidade também contou com uma homenagem especial ao senhor Esmerindo Sales, que serviu ao Judiciário por 27 anos.

Ele recebeu das mãos do presidente a Medalha do Cinqüentenário e um diploma – confeccionados exclusivamente para enaltecer os 50 anos de instalação do TJAC no ano passado.

“É um prazer entregar esta comenda a alguém que se dedicou tanto ao Poder Judiciário. O senhor é uma jóia e esse reconhecimento é merecido”, disse Roberto Barros.

Ao agradecer pela honraria, Esmerindo Sales se lembrou dos tempos em que atuava em Sena Madureira e de alguém considerado por ele essencial para que desempenhasse bem suas funções.

“Gostaria de lembrar aqui a desembargadora Eva Evangelista de Araújo Souza, com quem tive a honra de trabalhar por mais de cinco anos. Foi ela quem implementou aqui a filosofia do bom atendimento às classes menos favorecidas”, disse ele, antes de agradecer pela homenagem.

A Medalha e o diploma são referentes à sua dedicação e serviços prestados à instituição, ao longo de anos em que contribuíram para o engrandecimento da Justiça Estadual.

Comarca de Bujari


Na Comarca de Bujari, o Selo de Bronze – instituído pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) -, foi entregue pelo presidente às mãos do juiz Manoel Pedroga, titular da unidade judiciária.

Ele destacou o caráter institucional das visitas às comarcas, a fim de que se possa observar de perto a realidade de cada unidade, prover as melhorias necessárias, ouvir magistrados e servidores e realizar investimentos em áreas como segurança, infraestrutura e tecnologia.

Sobre o Selo, o desembargador lembrou que o feito contribui para diminuir a questão da impunidade, já que a Justiça está dando uma resposta concreta à sociedade.

O juiz Manoel Pedroga ressaltou que ele e sua equipe de servidores continuarão “trabalhando firmes” para que os bons números sejam mantidos. “Atualmente, por exemplo, não temos processos de homicídios em andamento e queremos continuar assim. O julgamento célere também é uma forma de inibir esse tipo de crime, pois as pessoas passam a acreditar mais na Justiça e inibir esse tipo de ação delituosa”, explicou.

Ao final do encontro, os servidores se reuniram para um registro fotográfico, que marcou a comemoração pelo resultado alcançado.

Postado em: Notícias | Tags:, ,

Fonte: Atualizado em 16/10/2014