Presidente do TJAC participa de última sessão da desembargadora Denise Bonfim à frente do TRE-AC

Evento foi marcado por falas emocionantes, que narraram o caminho percorrido pela Corte Eleitoral acreana, desde 1911, com a criação da Corte de Apelação do então Território do Acre aos dias atuais, com a inauguração da nova sede administrativa

A Presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Waldirene Cordeiro, esteve presente, na manhã desta quinta-feira, 5, à última sessão da desembargadora Denise Bonfim à frente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Acre (TRE-AC).

O evento, que respeitou as medidas sanitárias em vigor, contou com a presença de diversas autoridades, entre elas: o corregedor eleitoral e vice-presidente do TRE-AC, desembargador Luís Camolez; a decana do Tribunal de Justiça, desembargadora Eva Evangelista; o corregedor-geral da Justiça, desembargador Elcio Mendes; o desembargador Francisco Djalma (presidente eleito do TRE-AC); além do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, bem como dos representantes da Assembleia Legislativa do Estado do Acre e da OAB Acre, o deputado Jenilson Leite e a advogada Isabela Fernandes, respectivamente.

“É extremamente emocionante e prazeroso este momento em que a nossa querida desembargadora Denise Bonfim entrega a gestão e entrega de uma forma maravilhosa, que é com a construção desse prédio arrojado, que, com certeza, vai ainda mais resplandecer o exercício da Democracia, que é para isso que existe a Justiça Eleitoral. O trabalho da desembargadora Denise é um trabalho que será sempre reconhecido pelos cidadãos acreanos e por todos os servidores que integram o Poder Eleitoral”, disse a desembargadora-presidente.

Coube ao vice-presidente do TRE-AC e corregedor eleitoral, desembargador Luís Camolez, as palavras de despedida da Corte de Justiça à desembargadora Denise Bonfim. O magistrado destacou as qualidades de Bonfim e disse que a desembargadora havia, afinal, transposto o desafio que acompanhou a Justiça Eleitoral por longas décadas: a falta de uma sede administrativa que comportasse o crescimento da população, das zonas eleitorais e, por consequência, da Corte Eleitoral.

Embargado em alguns momentos, Camolez agradeceu em nome de todos os juízes e servidores eleitorais e elogiou a criação da Galeria dos Quadros de Ex-presidentes do TRE-AC, assinalando que a decisão faz jus à luta daqueles que vieram antes e que igual e efetivamente lutaram pela conquista de uma nova sede administrativa.

“(Outra coisa) não seria justo, justo é fazer o que se fez hoje aqui. Justo é fazer o que a minha presidente fez, colocando na placa os nomes de todos os ex-presidentes que trabalharam para o levantamento dessa obra. Seu mandato nos levou à outra margem, (mesmo) por mares revoltos, ventos contrários”, comentou o vice-presidente e corregedor eleitoral do TRE-AC.  

“Hoje é um dia festivo para todos nós. A inauguração da nossa sede, (esperada) desde 1911 (com a criação da Corte da Apelação Eleitoral do então Território do Acre), Deus me deu a oportunidade de encerrar essa obra sob minha gestão. Meu sentimento neste dia 5 de agosto é só de gratidão. Gratidão a Deus, em primeiro lugar. Gratidão a todos. E um sentimento de dever cumprido. Quero também agradecer à Administração, aos vice-presidentes e aos corregedores que estiveram ao meu lado durante todo esse tempo. Vocês foram imprescindíveis para essa gestão que termina hoje”, agradeceu a presidente do TRE-AC, acrescendo dezenas de diversos outros, todos nominados pela magistrada, ao longo de quase cinco minutos.

Homenagens e outorgas

Durante o evento a juíza de Direito Mirla Regina e o juiz de Direito Marcelo Carvalho, ambos ex-integrantes do TRE-AC, foram agraciados com o recebimento da outorga da Medalha do Mérito Eleitoral. Também receberam a honraria os juízes eleitorais da classe de advogados Armando Júnior, Herley da Luz Brasil e Thales Rocha Bordignon.

A presidente Denise Bomfim, por sua vez, também foi homenageada por seus pares com a comenda da Medalha de Alta Distinção Ministro Célio Silva, que é outorgada pelo Colégio Permanente de Juristas da Justiça Eleitoral.

Assessoria | Comunicação TJAC