Dupla é condenada por matar jovem quando a vítima retornava para casa

Crime ocorreu em Epitaciolândia e acusados foram sentenciados a penas que somam mais de 29 anos de reclusão e pagarem R$ 22 mil como reparação mínima para família da vítima

Dois homens apontados como responsáveis pelo assassinato de um jovem em Epitaciolândia foram condenados a penas que somam mais de 29 anos de reclusão. Os acusados foram julgados culpados pelo Tribunal do Júri e sentença foi emitida da Vara Única da Comarca de Epitaciolândia.

Segundo os autos, a vítima estava retornando para casa, quando os acusados, que estavam de tocaia, junto com um adolescente mataram o jovem. Ainda é relatado, que a vítima estava em um relacionamento com um ex-namorado de um dos acusados e os denunciados teriam assassinado o jovem por ele supostamente pertencer a facção criminosa rival.

Por isso, um dos réus deve cumprir 19 anos e sete meses de reclusão e pagar 17 dias multa e o segundo, 20 anos e oito meses de reclusão e pagar de 18 dias multa. Ambos iniciam as penas em regime fechado e somadas as penas privativas de liberdade, cada um dos denunciados foi sentenciado a pagar R$ 11 mil como reparação mínima a família da vítima.

A sentença foi assinada pela juíza de Direito Joelma Ribeiro, titular da unidade judiciária. Para a magistrada foi demonstrando que a dupla cometeu os crimes de homicídio qualificado, corrupção de menores e integrar organização criminosa. Além disso, o réu que deve cumprir 20 anos de prisão também cometeu o crime de deteriorar coisa alheia, ao violar a tornolezeira que usava. (Processo n.° 0000278-87.2020.8.01.0004)

Emanuelly Silva Falqueto | Comunicação TJAC