Coordenadoria das Mulheres em Situação de Violência promove ação na penitenciária feminina

A solenidade reuniu diversas instituições, na Unidade de Regime Fechado Feminina de Rio Branco, que fizeram reflexões sobre a violência doméstica e familiar.

O Tribunal de Justiça do Estado do Acre, esteve presente por meio da Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Comsiv), em ação alusiva ao Agosto Lilás, campanha nacional que tem como objetivo mobilizar a sociedade no combate à violência doméstica.

A solenidade reuniu diversas instituições, e aproximadamente vinte e cinco reeducandas, na Unidade de Regime Fechado Feminina de Rio Branco, localizada no interior do Complexo Penitenciário Doutor Francisco de Oliveira Conde, na manhã desta segunda-feira, 23.

Representando a Comsiv, esteve a juíza-auxiliar da presidência do TJAC, Andrea Brito. Também estiveram presentes Isnailda Gondim, representando a Secretária de Estado de Assistência Social dos Direitos Humanos e de Política para as Mulheres (SEASDHM), o presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Acre (IAPEN) Arlenilson Cunha, o promotor de Justiça Tales Tranin, da 4ª Promotoria Criminal do Ministério Público do Acre (MPAC), além de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Acre (OAB-AC) e Rotary Club.

 

A juíza de Direito Andrea Brito ponderou sobre o papel das instituições e os relacionamentos patológicos. “A luta de combate a violência doméstica não é só dos atores que representam as instituições, mas é uma luta nacional, é uma luta mundial. Os relacionamentos adoecidos onde se controla outra pessoa, onde existe a posse e o ciúme no lugar do afeto e de carinho, são os casos mais presentes nas ocorrências de feminicídio. Então não são o aumento de penas, não é no endurecimento do sistema prisional, que vai transformar a perspectiva de interrupção da violência doméstica e feminicídio, mas sim de políticas públicas na forma de educação e emprego como agentes transformadores”.

A atividade foi finalizada com a distribuição de kits de higiene pessoal oferecido pelas instituições parceiras e voluntárias.

Elisson Nogueira Magalhaes | Comunicação TJAC