TJAC realiza evento de apresentação do Plano de Logística Sustentável

Evento foi realizado por videoconferência com a participação de mais de 80 servidores e magistrados; comarcas do interior também foram representadas

O Tribunal de Justiça do Acre realizou, na tarde desta quarta-feira, 19, por meio da Escola do Poder Judiciário (Esjud), a apresentação do Plano de Logística do Poder Judiciário. A atividade, devido à pandemia, foi realizada por videoconferência.

Foram registrados mais de 80 participantes; entre eles, a presidente do TJAC e coordenadora do Núcleo Socioambiental Permanente (NUSAP), desembargadora Waldirene Cordeiro; o diretor em exercício da Escola do Poder Judiciário (ESJUD), desembargador Samoel Evangelista; o vice coordenador do NUSAP, o juiz de Direito Danniel Bonfim (facilitador); a coordenadora pedagógica da ESJUD, a juíza de Direito Zenice Mota; além da presidente da Asmac, a juíza de Direito Maria Rosinete.

Também acompanharam a videoconferência o juiz de Direito Afonso Muniz; além de diretores, gerentes, assessores e servidores do TJAC.

A desembargadora-presidente, Waldirene Cordeiro, lembrou a responsabilidade socioambiental do Poder Judiciário e a importância de ações institucionais voltadas para diminuir os impactos de consumo, principalmente como papel, copos plásticos, o descarte responsável de materiais, entre outros.

“O Plano de Logística Sustentável é uma situação nova, não tem nem cinco anos, e visa, a partir de dados elaborados pelo CNJ, que todas as organizações – e nisso incluindo os Tribunais de Justiça – desenvolvam ações que levem à sustentabilidade dos seus atos e desenvolvimento. Tudo depende de nós nos sustentarmos, e o plano de logística reflete exatamente isso: nós nos prepararmos para sustentavelmente utilizarmos aquilo que é disponibilizado para nosso consumo”, ressaltou a desembargadora Waldirene Cordeiro.

A desembargadora-presidente também fez menção à Agenda 2030, das Nações Unidas, que tem como principal objetivo a erradicação da pobreza e o desenvolvimento econômico, social e ambiental, em escala global. 

“Embora não esteja na ordem do dia, em relação ao PLS, mas nós estamos encampando também essa ação, que é uma temática que envolve os Direitos Humanos e também envolve a questão ambiental. Nosso planeta é finito e precisamos ter um olhar diferenciado para tudo que o envolve, porque os recursos naturais são finitos.”   

O diretor em exercício da Esjud, em sua fala, agradeceu inicialmente a participação da presidente do Tribunal, desembargadora Waldirene Cordeiro, no evento. Samoel Evangelista também assinalou a importância do apoio da Gestão para o sucesso das atividades. 

“É uma honra, presidente, tê-la nesse evento, nesse ambiente virtual. Porque nós sabemos que V. Exª é uma entusiasta da causa ambiental, sempre muito atuante à frente do NUSAP. E nós sabemos que nada no TJ é possível sem o apoio da Administração”, disse. 

O desembargador Samoel Evangelista comentou, em seguida, o trabalho realizado pela Esjud, destacando as ações empreendidas pela diretora titular da Escola, a desembargadora Regina Ferrari. 

“Nesse pouco tempo em que estou à frente da Esjud, me impressionou a quantidade de atividades, isso é fruto do trabalho da desembargadora Regina e de sua valorosa equipe, da coordenadora pedagógica da escola, Dra. Zenice Mota”, destacou.

“Nossos agradecimentos também, em nome da Escola, a todos que acompanham esse evento; magistrados, servidores, inclusive do interior (…). Eu lhes dou as boas vindas, é uma satisfação recebê-los. E esse é um webinário da maior importância, que é a apresentação do PLS. Tenham todos um bom proveito”.

A apresentação que se seguiu teve como facilitadores a secretária-executiva do NUSAP, Val Amorim, e o ex-presidente da Asmac, titular da 1ª Vara Criminal de Rio Branco, Danniel Bomfim.

Entre vários outros assuntos, foi dado destaque às duas Áreas de Proteção Ambiental vizinhas à sede administrativa e que estão afetadas ao TJAC. Embora ainda não estejam abertas à visitação pelo público, no futuro serão utilizadas para o desenvolvimento de ações de conscientização e educação ambiental, abertas ao público estudantil e geral.

Outro destaque da apresentação foi a informação de que a redução do consumo de papel durante a pandemia, chegou a praticamente zero, graças às funcionalidades do SEI, software que permite a interação dos servidores e demandas administrativas, mesmo em teletrabalho.




Assessoria | Comunicação TJAC