Aplicativo “Justiça Aqui” possibilita serviços jurisdicionais mais acessíveis à sociedade

Ferramenta tecnológica apresenta um mapeamento de 6,5 mil locais onde a Justiça presta atendimento em todas as capitais brasileiras.

O cidadão que procura informação com maior facilidade sobre os serviços jurisdicionais podem optar pelo aplicativo “Justiça Aqui”. A ferramenta, desenvolvida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), procura tornar os serviços ofertados pela Justiça mais acessíveis à sociedade e possibilita checagem de informações sobre uma determinada unidade judiciária.

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente no sistema Android e, ao ser instalado, fornece a localização da unidade judiciária de interesse do usuário, bem como a taxa de congestionamento dessa unidade e ainda apresenta o número de processos em tramitação na unidade judiciária selecionada. A ferramenta tecnológica apresenta um mapeamento de 6,5 mil locais onde a Justiça presta atendimento em todas as capitais brasileiras.

A ferramenta tem apresentado uma média de 170 instalações por dia desde que o programa se tornou disponível, em setembro do ano passado, e entrou em atividade também em aparelhos nos Estados Unidos, Moçambique, México, Paraguai e Argentina.

Passo a passo

Uma vez instalado o “Justiça Aqui”, é necessário informar, na primeira tela do aplicativo, qual segmento do Poder Judiciário a ser acionado.

Para responder à pergunta apresentada (Qual justiça?), a tela oferece as opções “Justiça Estadual”, “Justiça Federal”, “Justiça do Trabalho”, “Justiça Eleitoral” e “Justiça Militar Estadual”.

Com base na resposta, abre-se outro campo em que o usuário responde se precisa acessar a primeira ou a segunda instância da Justiça. Localizado imediatamente abaixo, um terceiro campo mostra quais unidades foram encontradas para atender à demanda do cidadão.

O aplicativo se utiliza da tecnologia GPS para situar tanto o smartphone do usuário quanto as unidades judiciárias.

*Com informações do CNJ

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:

Fonte: Publicado em 30/07/2018