Programa Justiça Presente do CNJ/PNUD é apresentado a juízes do GMF – TJAC

Iniciativas de trabalho e atendimento aos egressos, audiências de custódia, alternativas penais e biometria foram os assuntos tratados durante reunião de trabalho.

Durante reunião trabalho, conduzida pela supervisora do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF) do Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), desembargadora Denise Bonfim, realizada na tarde desta terça-feira, 9, o programa Justiça Presente, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), foi apresentado aos juízes de Direito Cloves Ferreira, Robson Aleixo e Isabele Sacramento, que integram o GMF no Estado.

Em linhas gerais, as servidoras do CNJ Pâmela Villela e Daniela Marques focaram suas apresentações em iniciativas de trabalho e atendimento aos egressos, audiências de custódia, alternativas penais e biometria.

Na oportunidade, equipe do CNJ, ao tratar dos quatro eixos do Justiça Presente (políticas de cidadania, centrais de custódias, tecnologia de informação, e cuidar ainda do sistema socioeducativo) enfatizaram o cuidado com as particularidades de cada unidade da Federação.

Justiça Presente

O Justiça Presente é uma parceria entre o CNJ e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e coloca o Judiciário como protagonista para enfrentar o estado de crise do sistema penal. O programa resultou de acordo de cooperação técnica firmado em novembro do ano passado com recursos repassados pelo Ministério da Justiça e de Segurança Pública.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:

Fonte: Diretor da DIINS Atualizado em 10/07/2019