Presidente do TJAC visita Comarca de Bujari

O presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Roberto Barros, visitou nessa terça-feira (1º) a Comarca de Bujari – distante cerca de 25 km da Capital acreana.

Ele foi recebido pelo juiz titular, Manoel Pedroga e, após diálogo inicial, visitou as instalações do prédio e se reuniu com os servidores da unidade judiciária.

“Estamos estabelecendo uma agenda institucional que nos permita visitar as Comarcas de Rio Branco e principalmente do interior do Estado e estar mais próximos de vocês. Apesar das grandes demandas que nos mantêm ocupados, estamos aqui para manifestar nosso apoio e dizer que estamos à disposição em tudo quanto possa resultar na melhoria dos serviços oferecidos à população”, ressaltou o desembargador-presidente.

Roberto Barros falou também sobre os investimentos na área de pessoas, com a Política de Valorização de Pessoas, a qual também inclui a destinação de mais servidores para a Comarca.

Ele lembrou iniciativas como a do auxílio saúde, proposto recentemente pela gestão do Tribunal de Justiça, a qual teve mais de 1.470 adesões por parte dos servidores do Judiciário Estadual.

Roberto Barros ouviu cada um dos serventuários presentes que quis se manifestar, anotou as demandas e já anunciou que sua equipe de trabalho irá à Comarca pra proceder com as possíveis melhorias.

Ao elogiar as condições do prédio – que precisam apenas de pequenos reparos -, o presidente apontou mais investimentos, como a entrega de computadores e equipamentos novos.

Manoel Pedroga, por sua vez, disse se sentir “muito feliz com a visita institucional”, a qual considerou “fundamental para que se estreite os laços com magistrados e servidores” e para que se “conheça a realidade (específica) de cada unidade”.

O desembargador salientou ainda a importância da Gratificação por Alcance de Resultados (GAR), anunciada pela atual gestão na semana passada, que passará a contemplar todos os servidores do Judiciário. O pagamento será realizado já em janeiro de 2015, depois de um período de avaliação de 6 meses, pelo qual passarão todos os servidores.

Dessa forma, haverá uma maior participação de todos no processo de construção de um Judiciário mais forte e, consequentemente, na oferta aos cidadãos de um julgamento mais rápido e eficiente dos seus conflitos judiciais.

Antes de se despedir, o presidente entregou ao juiz Manoel Pedroga uma revista comemorativa, alusiva aos 50 anos do Tribunal, e se juntou a todos para um registro fotográfico.

 

Postado em: Notícias | Tags:,