Gestão do TJAC é homenageada pelo apoio prestado ao pleito eleitoral

O ato solene distinguiu o desempenho dos colaboradores no cumprimento de seu dever e apoio ao fortalecimento da democracia.

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) realizou Sessão Solene de outorga de Medalhas do Mérito da Justiça Eleitoral e de entrega de Placa Honorífica Eleitoral às instituições parceiras, nesta terça-feira, dia 23. A gestão do Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC) foi reconhecida pelo apoio prestado nas últimas eleições.

O desembargador-presidente Francisco Djalma foi homenageado e representou o esforço de toda a equipe de servidores e membros do Judiciário, que colaboraram no pleito eleitoral. “Essa placa simboliza o nosso esforço para que o processo eleitoral fosse sem mácula e sem vícios, o que permitiu o engrandecimento do Estado Democrático de Direito”, afirmou.

O corregedor regional eleitoral, desembargador Élcio Mendes, destacou a importância do auxílio institucional para que fossem respeitados os direitos de todos os cidadãos, contemplando a diversidade da realidade geográfica do Acre, “permitindo assim que o resultado das urnas refletisse a vontade do povo para o futuro administrativo”. Desta forma, outro destaque foi o juiz de Direito Alex Oivane, titular da Vara Única da Comarca de Assis Brasil, que foi honrado por sua colaboração.

Também foram agraciadas as seguintes instituições: Universidade Federal do Acre, Ministério Público do Estado do Acre, Tribunal de Contas do Estado do Acre, Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Acre, Polícia Federal, governo do Estado do Acre, Secretaria estadual de Segurança Pública, Polícia Militar do Estado do Acre, 4º Batalhão de Infantaria de Selva, prefeitura de Rio Branco e a Federação das Indústrias do Estado do Acre. Na solenidade, foram outorgadas duas Medalhas do Mérito, uma à juíza federal Carolynne de Macêdo Oliveira, e a outra à mesária Maria Francisca Sabino de Souza Silva.

Protagonizando uma história de abdicação, a mesária Maria Francisca atuou no interior do município de Feijó, em uma área de difícil acesso, na qual foi necessário deslocamento de 36h por via fluvial para que os eleitores registrassem seus votos no primeiro turno de 2018. Durante esse dia, a mãe da servidora faleceu. Com reverência e alteridade, a Corte Eleitoral a homenageou pelo seu empenho e eficiência.

A presidente do TRE, desembargadora Regina Ferrari, encerrou o evento com palavras de gratidão pelo trabalho compartilhado na jurisdição. “A história do Acre é feito de heroísmo e todos os nossos atos defendem as conquistas do passado e definem o presente de toda nossa sociedade”, concluiu.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 23/07/2019