Esjud institui Medalha do Mérito da Academia Judicial Desembargador Jorge Araken

A instituição do agraciamento serve de inspiração para que magistrados, servidores ativos e inativos, contribuam para o aprimoramento institucional

A Escola do Poder Judiciário tornou pública a Portaria n° 2.558/2022, instituindo a Medalha do Mérito da Academia Judicial. A condecoração homenageia o desembargador Jorge Araken, que faleceu em 2020, aos 83 anos de idade, vítima de covid-19.

Um dos fundadores do Poder Judiciário do Acre, Jorge Araken terá a memória do seu legado perpetuada com a valorização de personalidades que contribuíram para o engrandecimento do Poder Judiciário acreano. Assim, seguirá inspirando novas gerações com ética e dignidade.

O reconhecimento inédito é criação da desembargadora Regina Ferrari, diretora da Esjud, que imprimiu em sua gestão o fortalecimento da unidade e a aproximação com os servidores, colaboradores e magistrados, por meio da grande oferta de conhecimentos que estavam alinhados com as necessidades e expectativas atuais do quadro funcional. 

A premiação deve ser ofertada no encerramento das atividades letivas da Esjud neste ano de 2022.

Miriane Teles | Comunicação TJAC