Inscrições homologadas e sala de realizações das provas serão divulgadas na sexta-feira, 3

Provas serão aplicadas na data provável de 12 de dezembro/2021, nos turnos da manhã e tarde

A Comissão do Processo Seletivo Simplificado para Contratação Temporária de Profissionais para o desempenho das funções de Juiz Leigo, Juíza Leiga, Conciliador e Conciliadora do Sistema de Juizados Especiais e de Conciliador das unidades judiciárias do Estado do Acre, informa que a divulgação das inscrições homologadas e sala de realização da prova, prevista para 30 de novembro de 2021, será divulgada na sexta-feira, 3 de dezembro de 2021.

Em comunicado publicado na página do certame, a Comissão do Processo Seletivo informa que a alteração leva em consideração o Edital nº 02/2021, onde estabelece o prazo para pagamento da taxa de inscrição na data do dia 28 de novembro de 2021, domingo, podendo ser realizado até o primeiro dia útil, após o vencimento, somado, ainda, que a efetivação do pagamento pode levar até 48h para ser devidamente compensado.

A prova objetiva para a função de juiz leigo e juíza leiga terá a duração de 5 horas e será aplicada na data provável de 12 de dezembro/2021. No mesmo dia, com duração de 4 horas, será a aplicação da prova objetiva para os candidatos a função de conciliador e conciliadora.

O processo seletivo conta também com a prova subjetiva aos candidatos a vaga de juiz leigo, que será no mesmo dia. A segunda fase consistirá na elaboração de uma sentença cível com até 120 linhas, a partir de um caso concreto, com valor de zero a quarenta pontos, que terá início imediatamente após o recolhimento do cartão-resposta alusivo à prova objetiva.

A remuneração bruta para juiz(a) leigo(a) é de R$6.080,88 e para os conciliadores(as) é R$5.472,79. O edital elenca as 22 cidades para designação dos aprovados e aprovadas em nove grupos:

Grupo 1 – Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri;

Grupo 2 – Acrelândia, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Capixaba;

Grupo 3 – Bujari, Manoel Urbano, Sena Madureira, Tarauacá, e Feijó (Santa Rosa do Purus e Jordão);

Grupo 4 – Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves (Porto Walter e Marechal Thaumaturgo);

Grupo 5 – 1º, 2º e 3º Juizados Especiais Cíveis da Comarca de Rio Branco e Juizado Especial de Fazenda Pública (Jefaz)

Grupo 6 e 7 – 1º e 2º Juizados Especiais Criminais, Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Rio Branco;

Grupo 8 e 9 – 1ª, 2ª e 3ª Varas de Família, Varas Cíveis da Comarca de Rio Branco

Ana Paula Batalha | Comunicação TJAC