Projeto Cidadão e Botão da Vida são pautas de reunião com representantes de empresa de telefonia

Finalidade foi selar parceria entre o Poder Judiciário Acreano e as empresas telefônicas para melhor prestação de serviço à comunidade.

Com gestão voltada para a atividade social, a Presidência do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) iniciou mais uma tratativa de parceria para o Projeto Cidadão. Desta vez, envolvendo as empresas de telefonia atuantes do Estado.

Acompanhado da coordenadora do Projeto Cidadão, desembargadora Eva Evangelista, o desembargador-presidente Francisco Djalma recebeu, nesta terça-feira, 4, em seu gabinete, representantes das empresas Oi e Claro. A visita teve a finalidade de convidar as empresas telefônicas a aderirem ao maior programa de cidadania do Poder Judiciário Acreano, que é o Projeto Cidadão.

Em seu pronunciamento, o desembargador-presidente explicou sobre o desenvolvimento da atividade e a grande procura de representantes do interior do Estado para que o TJAC promova a ação nos municípios. Ele também sugeriu, após sinalização positiva dos representantes, a assinatura de termo de cooperação técnica para possível parceria.

A coordenadora do Projeto Cidadão, desembargadora Eva Evangelista, salientou sobre a necessidade de internet, em alguns casos, com velocidade maior para atender ao grande número de atendimento. Ela ainda reforçou o convite de parceria e a importância de agregar ao projeto de cidadania.

Na reunião participaram também representantes do Estado das áreas de Assistência e Inclusão Social e Tecnologia.

Botão da Vida

Outra pauta no encontro foi referente ao Botão da Vida, aplicativo destinado às mulheres vítimas de violência doméstica com medidas protetivas.

Para o funcionamento, a ferramenta necessita de internet e para melhor desempenho, a desembargadora Eva Evangelista, que também é coordenadora Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário Acreano, solicitou aos representantes das empresas de telefonia, a possibilidade de gratuidade, referente a internet, para o uso do aplicativos.

Nas tratativas participaram os representantes da área de Tecnologia tanto do Judiciário quando do Executivo, de Gestão Estratégica, Programas Sociais e ainda a coordenadora Estadual de Políticas Públicas para Mulheres, do Instituto de Assistência e Inclusão Social, Isnailda Gondim.

O Botão da Vida, ao ser acionado, aparece na tela do CIOSP, e no perfil do policial, o cadastro da Patrulha Maria da Penha, a foto do agressor, a foto da vítima, a geolocalização e os dados do processo, oferecendo segurança a quem vai atender e receber o chamado de emergência.

O projeto piloto é uma iniciativa do Governo do Estado, com a parceria direta do TJAC.

 

 

 

 

 

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 06/06/2019