Projeto Cidadão no bairro Triângulo disponibiliza 100 vagas para casamento coletivo aos moradores do local

Apenas casais que residem no bairro poderão se inscrever para oficializar a união.

A 1ª edição de 2019 do Projeto Cidadão que acontece no dia 17 de maio na Escola Estadual Lourival Pinho, bairro Triângulo, no 2º Distrito de Rio Branco, disponibilizará 100 vagas apenas para casais residentes no bairro, que desejam oficializar a união por meio do casamento coletivo.

Os casais que cumprem o critério de inscrição (morar no local onde acontece o Projeto Cidadão) devem ir à escola no dia 17 de maio, sexta-feira, para a triagem. Mas, a habilitação e cerimônia do casamento coletivo estão previstas para o sábado, dia 18 de maio.

Além disso, os interessados devem levar os seguintes documentos:

  • Noivos solteiros: Certidão de Nascimento original (legível e sem rasura), comprovante de endereço, RG e CPF (original e cópia).
  • Noivos divorciados: Certidão de Casamento original com Averbação do Divórcio (legível sem rasura), cópia do processo ou sentença do divórcio (parte referente à partilha de bens), comprovante de endereço, RG e CPF (original e cópia)
  • Noivos menores de idade (entre 16 a 18 anos incompletos): Certidão de Nascimento original (legível e sem rasura), comprovante de endereço, presença dos pais portando RG e CPF (original e cópia). Em caso de responsáveis falecidos, apresentar Certidão de Óbito. Em caso de pais ausentes, apresentar consentimento por escrito do responsável.

É importante que as certidões estejam atualizadas.

Reunião de planejamento

Nessa segunda-feira, 22, a Corregedoria-Geral da Justiça Acreana (Coger) e a coordenação do Projeto Cidadão promoveram reunião com magistrados, servidores do Poder Judiciário e tabeliães das Serventias Extrajudiciais de Rio Branco para discutirem a operacionalização do Projeto Cidadão.

A coordenadora do Projeto Cidadão, desembargadora Eva Evangelista, ressaltou a importância da formação de parceiras e da colaboração de todos os envolvidos para garantir a continuidade das ações.

“O Projeto Cidadão é uma construção do Tribunal de Justiça do Acre com envolvimento de vários parceiros. Agradeço a todos que estão empenhados em realizar esse compromisso social que leva cidadania para as pessoas. Mas, o Projeto Cidadão só funciona com ajuda de parceiros. Estamos juntos para oferecer esse serviço”, comentou a decana da Corte de Justiça.

Durante a reunião, foram delineadas alternativas para viabilizar a ação, diante do atual cenário estadual e nacional de corte de orçamentário. O corregedor-geral, desembargador Júnior Alberto, afirmou que “o principal foco da Coger é atuar para promover a Justiça”, por isso, o magistrado ressaltou a importância das parcerias para realizar o Projeto Cidadão.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:

Fonte: Publicado em 23/04/2019