TJAC recebe visita de membros de Universidade dos Estados Unidos

Encontro foi pautado pelo diálogo e a discussão de parcerias institucionais voltadas ao ensino e ao conhecimento do meio ambiente e dos povos indígenas.

Membros da Faculdade de Direito da Universidade do Colorado (EUA) visitaram o Edifício-Sede do Tribunal de Justiça do Acre. O reitor James Anaya, e a representante da instituição de ensino, Colleen Lyons, foram recebidos pelo desembargador Francisco Djalma, vice-presidente do Tribunal, e pelos desembargadores Pedro Ranzi, Regina Ferrari e Laudivon Nogueira.

O juiz-auxiliar da Presidência, Lois Arruda, a chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Márcia Regina, a assessora do Ministério Público Estadual, Paula Onety, e Leonardo Ferreira, assessor de relações internacionais do Executivo, também integraram o encontro.

A importância

A visita internacional teve no diálogo e tratativas que podem resultar em acordos institucionais o seu ponto alto. Inicialmente, houve uma reunião no Gabinete da Presidência do Tribunal, marcada pela cordialidade e discussão de assuntos de interesse comum.

“É uma missão honrosa representar a Presidência deste Tribunal nesta agenda tão relevante. Sejam todos bem-vindos a esta Corte de Justiça. Há diversas questões que nos afetam mutuamente, como o contexto amazônico, o meio ambiente e os povos indígenas. Podemos estreitar os laços e avançar na construção de parcerias, que atendam aos das instituições e da sociedade”, declarou o desembargador Francisco Djalma.

Pronunciamentos

O desembargador Pedro Ranzi lembrou os seus mais de 30 anos de dedicação à vida acadêmica, e ressaltou que “o acesso e a ampliação do conhecimento são fundamentais para que se possam oferecer melhores serviços à população”. “Quem tem o conhecimento detém o poder”, emendou.

Diretor interino da Escola do Poder Judiciário (Esjud), o desembargador Laudivon Nogueira agradeceu pela presença das autoridades acadêmicas e considerou que o encontro pode resultar em avanços. “Estamos preocupados em aprender, descobrir novos saberes, e compartilhar o que conhecemos. Pode-se criar um polo de ensino, por exemplo, na área ambiental ou dos povos indígenas, o que será bastante enriquecedor para todos nós”, frisou.

“Estou realmente muito feliz, oportunidade muito rica esta, altamente positiva. As instituições dão-se as mãos para um marco especial”, afirmou a desembargadora Regina Ferrari. A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) lembrou o momento conturbado por que vive o Brasil na política, e que é necessário combater a corrupção na administração pública e a escalada da violência, sobretudo patrocinada por facções criminosas. “Só a educação pode reverter a situação”, concluiu.

O juiz de Direito Lois Arruda também demonstrou contentamento em participar da atividade, à proporção que desejou felicitações e boa estada aos visitantes.

O reitor Universidade do Colorado (EUA), James Anaya, agradeceu pela acolhida e considerou uma honra conhecer o Tribunal de Justiça Acreano.

O professor colocou-se favorável à ideia de se fazer um intercâmbio com o Poder Judiciário Estadual, especialmente nas questões atinentes aos povos indígenas e recursos naturais.

Ele lembrou que a Universidade possui mais de 30 mil alunos e abrangência nacional e internacional. “Temos buscado a troca de experiências com outras partes do mundo, principalmente da América Latina. Podemos contar conosco, estamos à disposição”, finalizou.

O reitor é um especialista tanto em direitos humanos internacionais quanto em questões relacionadas aos índios. James Anaya tem sido convidado para palestrar a respeito em não poucos países pelo mundo, e já escreveu dois livros sobre o tema. Além disso, atua como consultor de organizações governamentais e não governamentais nos EUA e em outras nações.

O profissional citou as parcerias firmadas com a Universidade Federal do Acre (Ufac), para viabilizar alguns cursos de rápida duração, ainda para este ano, nas áreas de direito humanitário, direito indígena, resolução de conflitos e desenvolvimento sustentável.

Também estão em andamento negociações entre a instituição de ensino federal acreana e a universidade norte-americana com vistas a um intercâmbio voltado a mestrados e doutorados.

Instalações e Esjud

Após o encontro, as autoridades conheceram setores do Tribunal, incluindo o Plenário onde são realizadas as sessões, e a Galeria de Presidentes.

Depois, seguiram à Esjud, onde conheceram a equipe que atua no local e as instalações, como salas de aula e laboratório de informática.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 13/03/2018