União entre Estado, Prefeitura e Judiciário garantiu tranqüilidade no Carnaval

A ação conjunta entre o governo do Estado e a Prefeitura de Rio Branco e a parceria com o Tribunal de Justiça com a instalação do Juizado Especial Criminal Itinerante em uma das salas do quartel da Polícia Militar do Acre garantiu um dos carnavais mais tranqüilos do Estado nos últimos anos. Durante toda a quina carnavalesca, não foram registrados homicídios ou mortes no trânsito na capital e no interior e o número de prisões na capital caiu de 1.743 em 2004 para apenas 785 neste ano. Uma redução de quase mil prisões. Os bons números do Carnaval de 2005 foram comemorados ontem pelo governador Jorge Viana, pelo prefeito Raimundo Angelim, pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Samoel Evangelista, e pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Arquilau de Castro Melo, em entrevista coletiva no gabinete do governador. Tanto Jorge Viana quanto Angelim e Samoel Evangelista fizeram questão de agradecer o apoio da imprensa na divulgação das ações ostensivas de segurança, segundo eles, fundamentais para a redução da violência no período do Carnaval. Também ressaltaram a importância do trabalho em equipe para o sucesso da operação. Jorge Viana fez questão de destacar a importância da união entre Estado e Judiciário para garantir os números que, segundo ele, são surpreendentes e que permitiram à sociedade acreana brincar o Carnaval em paz e com alegria. “Todo esse trabalho foi feito para proteger o cidadão a fim de garantir que a festa acontecesse sem maiores problemas e graças a Deus nossos objetivos foram conseguidos”, disse Viana, lembrando que nem mesmo o pequeno incidente na Gameleira – a queda da cobertura do palco na última noite – tirou o brilho da festa, pois, “graças a Deus, não tivemos problemas graves ali”. O prefeito Raimundo Angelim, que brincou as cinco noites de Carnaval na Gameleira e na Praça Plácido de Castro, agradeceu o apoio das Polícias Civil e Militar e disse que a parceria entre os poderes permitiu a realização de uma festa tranqüila e segura. “Nós trabalhamos para que o cidadão tivesse um Carnaval alegre e em paz e conseguimos. Fiquei muito orgulhoso dos nossos policiais, porque o trabalho deles foi fundamental para a garantia da paz e da alegria do folião”, disse o prefeito. Fonte: Jornal A Tribuna (10/02/2005)

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 10/02/2005