Tribunal de Justiça do Acre lança campanha “Faça uma criança feliz”

Iniciativa visa arrecadar brinquedos que serão destinados às 1ª e 2ª Varas da Infância e da Juventude de Rio Branco.

Em mais uma iniciativa voltada à humanização, a atual gestão do Tribunal de Justiça do Acre lançou a Campanha “Faça uma criança feliz”, cujo intuito é a arrecadação de brinquedos que serão destinados às 1ª e 2ª Varas da Infância e da Juventude de Rio Branco.

Os brinquedos já podem ser doados por qualquer cidadão interessado em colaborar, em dois locais, no Setor de Protocolo, na Sede Administrativa do Tribunal; ou no Palácio da Justiça, no centro da Capital.

De acordo com a Portaria nº 1093/2016, assinada pela desembargadora-presidente Cezarinete Angelim, a ação é voltada à sensibilização de magistrados, servidores e da comunidade em geral “quanto à importância do auxílio ao próximo e da necessidade de atividades lúdicas para as crianças atendidas pelo Poder Judiciário ou que nele comparecem acompanhando as partes em processos cíveis e criminais”.

O documento também define a Comissão Organizadora da Campanha, destacando a relevância de se humanizar o atendimento ao jurisdicionado. Não menos importante, trata-se de ação integrante das diretrizes da atual gestão, incluindo a alteridade, que é olhar o outro, colocar-se em seu lugar, alcançando-o em sua integralidade.

A presidente do TJAC destacou que todo o material arrecadado será direcionado à brinquedoteca, que funcionará no Fórum da Avenida Ceará, local que atualmente abriga as duas unidades judiciárias supracitadas.

Cezarinete Angelim também ressaltou a necessidade de se garantir um atendimento especial às crianças e adolescentes, muitas vezes vítimas de abuso sexual e outras formas de violência; as quais muitas vezes chegam à Justiça em total condição de vulnerabilidade e fragilidade psicossocial.

A desembargadora-presidente também informou que irá fortalecer o projeto Depoimento sem Dano (DSD), que propicia o atendimento de crianças e adolescentes que precisam ser inquiridos nos processos judiciais, especialmente nos relacionados a abuso sexual, de modo bastante diferenciado.

Na sala de DSD, a criança não se sente pressionada, constrangida ou com medo de falar. É um ambiente especialmente preparado para esse tipo de trabalho, visto tratar-se de um método por meio do qual a vítima conversa com uma psicóloga ou assistente social numa sala especial, com decoração diferenciada e brinquedos.

Ao mesmo tempo, na sala de audiência, utilizando equipamentos audiovisuais, juiz, promotor e advogados assistem à entrevista judicial pela televisão. As perguntas são feitas por intermédio de profissional da equipe psicossocial, seguindo uma técnica especialmente elaborada para esse tipo de depoimento.

doe-um-brinquedo-jul16-2

Como ajudar na Campanha

Colaborar com a Campanha Faça uma Criança Feliz é algo bastante simples. Qualquer pessoa pode contribuir; basta doar os brinquedos – de preferência novos ou usados em bom estado – levando-os a um dos pontos de arrecadação. No Setor de Protocolo, na Sede Administrativa do Tribunal; ou no Palácio da Justiça, no centro da Capital.

Os contatos podem ser feitos por meios dos telefones (68) 3302-0318 e (68) 99901-3928, da Diretoria de Informação Institucional (Diins), que preside a Comissão Organizadora.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 16/08/2016