Tribunal de Justiça do Acre abraça crianças autistas com atividade cultural

Além do acolhimento, alegria e inclusão dos portadores desse transtorno marcou o evento, que reforça a sensibilidade da atual gestão.

O Tribunal de Justiça do Acre abraçou pelo menos 50 crianças autistas durante uma atividade cultural destinada à conscientização da sociedade sobre o tema e, mais do que isso, à promoção de ações que apoiem e incentivem o pleno desenvolvimento dos pequenos.

Nesse sentido, a Instituição conjuga ao mesmo tempo os verbos aceitar, respeitar e amar, que fazem parte da missão da Associação Família Azul (AFAC), realizadora de uma série de eventos durante abril, mês em que se comemora o Dia Mundial de Conscientização da condição médica especial.

A iniciativa reforça a sensibilidade da atual gestão do Tribunal, e a responsabilidade social do Poder Judiciário Estadual, que disponibilizou, dessa forma, em caráter especial, o espaço do Centro Cultural – Palácio da Justiça para a exibição do filme infantil “Sing – Quem Canta Seus Males Espanta”, para as crianças portadoras do autismo.

Trata-se também de uma atitude de acolhimento e inclusão das famílias, que no mais das vezes enfrentam desafios e lutas silenciosas no intuito de garantir uma melhor qualidade de vida para os filhos.

Hoje, cerca de 250 famílias são associadas da Família Azul, porém no Acre a estimativa é de que possam existir centenas e centenas de pessoas com o transtorno, que é a média da população mundial, estimada em 1,4% da população.

A vice-presidente da Afac, Shirlei Lessa, agradeceu pela parceria, reiterando que “fomos prontamente atendidos, sendo bem tratados, acolhidos”. Segundo ela, desde os cinemas da cidade e outros locais não costumam demonstrar interesse em disponibilizar uma sessão infantil voltada exclusivamente para as crianças autistas, como fez o Judiciário.

Exatamente por esses motivos os pequenos que participaram da sessão de cinema no Palácio da Justiça tiveram direito a doces, pipocas, refrigerantes, etc., tudo com o objetivo de garantir um verdadeiro clima de descontração – e claro, muito sorrisos.

Sobre o autismo e o Dia Mundial de Conscientização

O autismo acomete mais de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). O transtorno é definido pelos especialistas como um “distúrbio neurológico, caracterizado pelo comprometimento da comunicação verbal e não-verbal, interação social, comportamento restrito e repetitivo”.

As causas são “hereditárias”, porém incluem também fatores ambientais, de acordo com pesquisadores da área médica, embora não haja ainda um “consenso” em relação a como estes motivos contribuiriam para o desenvolvimento do autismo.

No dia 18 de dezembro de 2007, a Organização da Nações Unidas (ONU) resolveu estabelecer o dia 2 de abril como “Dia Mundial de Conscientização do Autismo”. Desde então a data tem sido celebrada em todo mundo com a realização de atividades comemorativas por parte das sociedades civis organizadas e órgãos e entidades públicas e privadas com o intuito de chamar a atenção das pessoas quanto à necessidade de conscientização acerca do transtorno.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 11/04/2017