TJAC inicia virtualização de Vara da Violência Doméstica

Os servidores da Vara da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher iniciaram na tarde de segunda-feira (17) o treinamento com técnicos da empresa responsável pelo processo de virtualização das Varas das Comarcas de Rio Branco e do Interior. A virtualização dos processos, uma dos principais objetivos da atual Direção do TJAC, representa um marco na história do Judiciário Estadual, que passará a eliminar gradativamente  o processo de papel em suas unidades judiciárias.

O treinamento, iniciado na Vara da Violência Doméstica, será estendido a todas as unidades do Poder Judiciário. Os servidores serão orientados até a próxima sexta-feira e, no final de semana, técnicos do próprio Tribunal de Justiça realizarão a conversão para o sistema virtual, segundo o Diretor de Tecnologia da Informação do TJAC, Roberto Romanholo.

A Juíza de Direito Olívia Alves Ribeiro, titular da Vara da Violência Doméstica, também participa do treinamento inicial.

O funcionamento virtual praticamente extinguirá a utilização de papel no âmbito do Poder Judiciário. O sistema garantirá o prosseguimento dos processos sem a necessidade de imprimir documentos.

Simultaneamente ao treinamento da Vara da Violência Doméstica, estão sendo capacitados servidores da Diretoria de Tecnologia da Informação. Eles passarão a ser multiplicadores do Sistema de Automação Judicial Virtual – e-SAJ, a partir da próxima semana, até que a virtualização alcance a última unidade do TJAC.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 11/06/2015