TJAC conquista reconhecimento do Conselho Nacional de Justiça

O Tribunal de Justiça do Acre tem conquistado, cada vez mais, o reconhecimento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no que diz respeito ao empenho dos servidores e magistrados do Acre em tornar a justiça local mais célere e eficiente.

Em Brasília, por ocasião do lançamento do relatório Justiça em Números, o presidente do TJAC, desembargador Roberto Barros, foi um dos convidados especiais a apresentar um painel para presidentes de tribunais de todo o País mostrando as ações que fizeram do TJAC uma referência em eficiência.

O site do CNJ também tem dado visibilidade a esse trabalho, com a publicação de matérias, destacando as várias ações do Tribunal.

Mas, esse reconhecimento não é de graça. O relatório Justiça em números 2013, divulgado no último dia 15 pelo CNJ, revelou que o TJAC mostrou grande eficiência em vários pontos da pesquisa, com evidência para os 100% de produtividade e, pelo terceiro ano consecutivo, a redução da taxa de congestionamento, ou seja, a relação entre o total de processos baixados e o total de processos em tramitação.

Sobre a taxa de congestionamento, Roberto Barros lembrou que dos Tribunais de pequeno porte, apenas Acre, Amapá e Piauí conseguiram superar a meta sugerida pelo CNJ que era de 50%. Quesito em que o TJAC alcançou 40%, ou seja, deixou menos processos sem andamento. “Vamos trabalhar muito para alcançarmos os 35%, uma meta realizável”, disse o presidente.

Toda a dedicação ao projeto de virtualização dos processos que chega a sua reta final ultrapassando os 96% de ações virtualizadas, também é motivo de bons resultados junto ao CNJ. “Valorizo cada pequena e cada grande ação que nos fez chegar até aqui. Em especial agradeço o empenho dos magistrados e servidores, incansáveis nessa luta por maior qualidade do serviço oferecido à sociedade”, lembrou o desembargador-presidente do TJAC.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 22/06/2015