Servidores do TJAC conhecem experiência do Sistema de Auditoria Interna no Pará

O diretor de Tecnologia da Informação, Roberto Romanholo e o assessor-chefe de Controle Interno, Rodrigo Roesler, do Tribunal de Justiça do Acre, estiveram na semana passada em Belém (PA), com o objetivo de conhecer o Sistema de Auditoria Interna (AUDI).

Trata-se de um modelo software de auditagem inédito desenvolvido pelas Secretarias de Controle Interno e de Informática do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), para auxiliar o auditor nas atividades específicas e na padronização de relatórios. A experiência de auditoria desse Tribunal poderá ser implantada em breve no Judiciário do Acre.

Sugerido como uma boa prática da Justiça a ser adotado em todo o Brasil, o AUDI elevou o Judiciário do Pará na atuação do Controle Interno em nível nacional, sendo considerado referência, com 88% de cumprimento da Meta 16, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A presidente do TJPA, desembargadora Luzia Nadja, garantiu que será dada toda a cooperação necessária para o desenvolvimento do sistema no TJAC.

Por ocasião das visitas institucionais, as exitosas experiências do Tribunal de Justiça Acreano, como a virtualização dos processos, foram colocadas à disposição do TJPA.

Rodrigo Roesler considerou que a troca de experiências com o TJPA é o início de uma parceria que poderá trazer benefícios para ambos os tribunais. “É um primeiro contato. Tomamos conhecimento do AUDI, e estamos verificando e nos informando para poder firmar uma parceria com o Tribunal do Pará, a fim de trazermos esse software, que vai auxiliar sobremaneira as nossas atividades de Controle Interno”.

Por outro lado, os servidores do Judiciário do Acre apresentaram ao Pará suas experiências em relação a análises de risco das unidades de Controle Interno, desenvolvidas ainda em 2013.

SIGA DOC

Além do Sistema de Controle Interno do TJPA, os servidores do Judiciário Acreano conheceram o Sistema de Processo Administrativo Digital (SIGA DOC), desenvolvido como uma ferramenta programada pelo TJPA em 2013, para executar tramitação eletrônica dos documentos administrativos, promovendo a eliminação do uso do papel, bem como agilizar no encaminhamento e resolução de demandas.

“Ficamos muito interessados nessa ferramenta, pois, certamente, ela vai nos auxiliar, já que hoje não temos um software específico para distribuição de documentos eletrônicos. A ideia é utilizar essa ferramenta e trabalhar junto com o Tribunal do Pará, para que possamos implementá-la em nosso Estado. Então vai ser uma grande evolução dentro do que pretendíamos para o Tribunal do Acre no biênio 2013/2015″, afirma Roberto Romanholo, diretor de Tecnologia da Informação do TJAC.

Com a já completa virtualização dos processos judiciais no Acre, a implantação do novo sistema de distribuição eletrônica possibilitará que todo o processo administrativo ocorra de forma digital, facilitando a tramitação, a consulta e a criação de novos documentos em qualquer unidade do Poder Judiciário Acreano.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 17/06/2015