Rádio Justiça: crimes pela internet em discussão

Confira, a seguir, os destaques da programação da Rádio Justiça para hoje, sexta-feira, 11.04.2008. Informamos que a programação segue o horário oficial de Brasília (DF), mas que a Rádio disponibiliza em seu site – www.radiojustica.gov.br – um acervo onde os usuários podem consultar, ouvir ou fazer o download dos programas de seu interesse.

Rádio Justiça vai à Ceilândia para debater a regularização de imóveis

Nem todos os imóveis do Distrito Federal (DF) possuem escritura. Alguns têm termos de concessão, expedidos pelo governo. A Ceilândia, como outras cidades do Distrito Federal, foi criada para receber os moradores de antigas invasões. Foram erguidos prédios públicos e moradias, muitas vendidas a preços simbólicos, doadas aos servidores ou sorteadas pelo governo entre a população. Não houve preocupação com o documento do imóvel. Qual a importância da escritura? Para debater o assunto, o programa “Comunidade” será transmitido excepcionalmente nesta sexta (11). O programa vai até a Ceilândia (QNM-13, Área Especial) para conversar com especialistas, moradores e autoridades. O “Comunidade” é apresentado por Walter Lima, a partir das 15h.

“Espaço Forense” discute o poder normativo das agências reguladoras

O poder normativo das agências reguladoras é constitucional? Para alguns especialistas, o Estado não deve interferir no setor privado. Para outros, ele tem função reguladora e as agências devem aplicar regras para orientar a iniciativa privada. Para debater o assunto, Pedro Beltrão e Miguelzinho Martins entrevistam o professor de Direito Administrativo Celso Antônio Bandeira de Mello e o procurador Alexandre Aragão. Também participa do programa o subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais da Presidência da República, Luiz Alberto dos Santos. O “Espaço Forense” começa às 11h da manhã.

Crime pela internet é destaque do “Justiça no Rádio”

A obrigação de o Google Brasil identificar usuário do site de relacionamentos Orkut que criou um perfil falso para difamar uma secretária é o destaque. Até que ponto a utilização de um perfil falso para comprometer a imagem de alguém pode ser considerada fator agravante para o crime? Quais são as punições para quem comete crime pela internet? Especialistas respondem a essas e outras questões. Informações também sobre o indiciamento do médico que retirou por engano o útero de uma paciente. O “Justiça no Rádio” começa às 9h da manhã.

A transferência do Poder Legislativo para Brasília na última matéria especial sobre o aniversário de Brasília

Na sexta e última matéria da série de reportagens especiais sobre os 48 anos da capital federal, a repórter Tatiana Azevedo apresenta a história da transferência do Poder Legislativo do Rio de Janeiro para Brasília. Acompanhe no “Notícia e Cidadania” 2ª Edição, ao meio-dia, ou no “Acesso Público”, a partir das 22 horas.

“Pro Verbo” apresenta o imaginário literário sobre a capital federal

Em homenagem ao aniversário de Brasília, o “Pro Verbo” apresenta, às 21h, os escritores que ajudaram a construir o imaginário literário sobre a capital federal.  Já o mangueirense Moreira da Silva é a atração do “Justo Samba” desta sexta. Acompanhe a partir de 12h30.

Radionovela do Bicentenário do Judiciário relata hoje a aclamação de Dom Pedro como o primeiro imperador do Brasil

O 5º capítulo da radionovela especial “Os 200 anos do Judiciário Independente no Brasil” começa com a declaração de Independência, às margens do Rio Ipiranga. Logo depois, o Senado da Câmara do Rio de Janeiro solicita que o príncipe regente Dom Pedro seja aclamado "Imperador Constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil". O pedido é aceito e no dia 12 de outubro de 1822 surge Dom Pedro I: o primeiro Imperador do Brasil. Orgulhoso, o conselheiro Joaquim conta a novidade à mulher. Maria fica satisfeita: trabalhar para o imperador representa um bom aumento de salário para o marido.

 

A radionovela conta a história do Brasil, com foco na evolução da Justiça, desde a chegada de Dom João VI ao país, em 1808, até os dias atuais. A iniciativa faz parte das comemorações do bicentenário do Judiciário, promovidas pelo STF. Há interação entre personagens reais, como Dom Pedro e a Corte portuguesa, e personalidades fictícias. O programa vai ao ar nos seguintes horários: 8h50, 12h50, 14h50, 18h20, 21h50, 23h50, 1h50, 3h50 e 5h50, sempre de segunda a sexta-feira. Também está disponível no site www.stf.gov.br/bicentenario.

 

 

Radioagência Justiça 

As principais notícias do Judiciário estão nos jornais das 8h, 12h, 18h30 e 22h30. Os boletins podem ser retransmitidos por outras emissoras. Basta um cadastro pela internet. A Rádio pode ser sintonizada na freqüência 104,7 FM, em todo o Distrito Federal, ou pela rádio web, via internet, no endereço eletrônico www.radiojustica.gov.br. Nas unidades do Poder Judiciário do Acre, os interessados devem acessá-la a partir do link disponível na página do TJAC: www.tjac.jus.br.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 11/04/2008