Rádio Justiça: a condição social da mulher brasileira

Confira, a seguir, os destaques da programação da Rádio Justiça para hoje, terça-feira, 04.03.2008. Informamos que a programação segue o horário oficial de Brasília (DF), mas que a Rádio disponibiliza em seu site – www.radiojustica.gov.br – um acervo onde os usuários podem consultar, ouvir ou fazer o download dos programas de seu interesse.

Rádio Justiça apresenta reportagens sobre a condição social da mulher brasileira

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Rádio Justiça apresenta durante toda esta semana uma série de reportagens especiais sobre o as conquistas femininas e o papel delas na sociedade. Nesta terça (4), o tema é educação. O repórter Caio d`Arcanchy revela que as mulheres são maioria no ensino médio, dominam o ensino superior e, mesmo assim, são preteridas na hora de assumir cargos de comando. Além disso, o repórter entrevista a jornalista Ana Maria Tahan, neta da escritora Cora Coralina. A escritora estudou apenas o curso primário, publicou o primeiro livro depois dos 70 anos, e é reconhecida como uma das principais poetas do país. Na segunda (3), a repórter Tatiana Azevedo contou a história do Dia Internacional da Mulher. Todas as matérias são apresentadas no programa Notícia e Cidadania 2ª Edição, a partir das 12 horas. Também vão ao ar no programa Acesso Público, às 22h.

Lei sobre poluição sonora é tema do Espaço Forense

O controle da poluição sonora e os limites máximos de intensidade de sons e ruídos no Distrito Federal estão previstos na lei nº 4.092, de 30 de janeiro de 2008. Mais rigorosa que a anterior, a nova lei proíbe, por exemplo, carros de som em áreas residenciais ou escolares e estabelece isolamento acústico para casas noturnas. A multa para os infratores é de até R$ 20 mil. Sobre o tema, Pedro Beltrão e Miguelzinho Martins entrevistam o deputado distrital Wilson Lima (PR), mentor da lei, e o engenheiro cartógrafo Gustavo Souto Maior, do Instituto Brasília Ambiental. Também participa do programa o professor de Direito Ambiental e diretor do Núcleo de Apoio às Promotorias de Justiça do Rio São Francisco, Eduardo Lima de Matos. O programa Espaço Forense começa às 11h.

Hora Legal debate a greve dos advogados públicos federais

Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve, liminarmente, a decisão da 16ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal, que julgou ilegal a greve dos advogados públicos federais. O pedido, negado pelo ministro Ricardo Lewandowski, foi requerido pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A paralisação começou no dia 17 de janeiro deste ano. Os advogados alegam que o governo não cumpriu acordo salarial assinado há quatro meses. Para mais detalhes, Pedro Beltrão conversa com o presidente do Fórum Nacional da Advocacia Pública Federal, João Carlos Souto. A partir das 7h da manhã.

Novela sobre as relações de consumo no Justiça em Cena

Os direitos do consumidor enredam a novela Liquidação de Emoções, veiculado em nove horários durante a semana: às 8h50, 12h50, 14h50, 18h20, 21h50, 23h50, 1h50, 3h50 e 5h50.

Radioagência Justiça

As principais notícias do Judiciário estão nos jornais das 8h, 12h, 18h30 e 22h30. Os boletins podem ser retransmitidos por outras emissoras. Basta um cadastro pela internet. A Rádio pode ser sintonizada na freqüência 104,7 FM, em todo o Distrito Federal, ou pela rádio web, via internet, no endereço eletrônico www.radiojustica.gov.br. Nas unidades do Poder Judiciário do Acre, os interessados devem acessá-la a partir do link disponível na página do TJAC: www.tj.ac.gov.br

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 04/03/2008