Programa Começar de Novo: TJAC realiza encerramento da edição 2014

O Tribunal de Justiça do Acre, através da Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas de Rio Branco (Vepma), promoveu na noite dessa terça-feira (16) o evento de encerramento da edição 2014 do projeto Começar de Novo.

A solenidade aconteceu no Teatro da Universidade Federal do Acre (Ufac) e foi conduzida pela juíza titular da Vepma, Maha Manasfi. Estiveram presentes servidores e colaboradores do Judiciário, pastores e padre, além dos reeducandos, seus amigos e familiares.

A cerimônia teve início com a apresentação do Hino Nacional pela cantora Alice Cristina, que faz parte do coral Redenção, da Vepma. Em seguida, os professores Flávio e Otoniel Turi apresentaram o Hino Acreano.

Na ocasião, houve também um desfile de penteados protagonizado pelos professores e alunos do curso de formação profissional de cabeleireiros da Vepma, que mostraram ao público todos os ensinamentos ligados a penteados e beleza aprendidos durante o decorrer das atividades.

Após o desfile, foi apresentada a Cantata de Natal “O Messias chegou” pelo coral Redenção, composto em sua maioria por egressos do sistema carcerário estadual -, que faz parte das atividades desenvolvidas pela Vepma com o objetivo de contribuir com o processo de ressocialização dos reeducandos. A direção musical e narrativa foi do maestro do Coral, advogado Otoniel Turi.

Durante a apresentação, o coral executou músicas como “Então é Natal”, “Manda teus anjos” e “Jesus Cristo, eu estou aqui”. A última música apresentada pelo coral foi “Um Feliz Natal”.

A juíza titular da Vepma falou sobre a importância do programa Começar de Novo. “Nós apostamos neste programa. De fato, vivemos esta mudança nesses reeducandos que saem de dentro do presídio sem nenhuma perspectiva de vida e, de repente, começam os cursos profissionalizantes, grupos de evangelização, começam a frequentar as ações sociais e, de repente, eles estão bem inseridos na sociedade. Então nós temos resultados bem positivos e apostamos mesmo neste projeto”, afirmou Maha Manasfi.

A magistrada falou ainda sobre as perspectivas para o Programa em 2015. “Espero um trabalho com mais qualidade, com mais oportunidades para eles”, disse. Em seguida, o pró-reitor de extensão da Universidade Federal do Acre (Ufac), Enock Pessoa, agradeceu a parceria entre a Universidade e o Judiciário.

O padre Massimo Lombardi teceu elogios sobre o Programa e agradeceu pelo trabalho desenvolvido ao longo do Programa. “Nós queremos agradecer hoje, através desta manifestação cultural, a obra da equipe da doutora Maha, que realmente é a única via para o reeducando se sentir valorizado e recomeçar a viver”, afirmou o pároco.

O aluno do coral Redenção, Jessé Souza, falou sobre a relevância do Começar de Novo. “Eu acho muito importante a realização deste projeto porque ainda há muito preconceito quanto à reinserção social, então temos que quebrar este tabu e justamente, com a música, eu acho que é a melhor forma de reinserção social. A sociedade põe mais credibilidade nos reeducandos e o mercado de trabalho também”.

Sobre o Programa

Durante este ano, o programa Começar de Novo promoveu a entrega de 343 certificados de formação profissional aos reeducandos em cursos como cabeleireiro, manicure, salgadeiro, maquiador, auxiliar de cozinha, pinturas em tecido, almoxarife de obras, montagem e manutenção de computadores, dentre vários outros, oferecidos através de uma parceira com o Sistema Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac/AC).

Ao todo, 1.917 reeducandos participaram de grupos de estudos e evangelização, bem como das palestras e atividades de prevenção realizadas, como a Campanha “Crack: Tô Fora”.

Também foram realizados um total de 2.804 atendimentos de beleza, através das turmas do curso de formação de cabeleireiros, em igrejas, escolas, comunidades terapêuticas, lares vicentinos e presídios femininos da Capital e do Interior.

As atividades foram realizadas em Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Feijó, Tarauacá, Sena Madureira e Senador Guiomard.
As ações sociais são uma marca registrada do programa, idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e coordenado, no Acre, desde 2007, pela juíza titular da Vepma, Maha Manasfi.

O programa visa à sensibilização de órgãos públicos e da sociedade civil para que forneçam postos de trabalho e cursos de capacitação profissional para presos e egressos do sistema carcerário. O principal objetivo do programa, portanto, é promover a cidadania e assim, reduzir a reincidência de crimes.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 12/01/2015