Presidente do TJAC vistoria obras da Cidade da Justiça

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Roberto Barros, vistoriou o serviço de infraestrutura que está sendo feito pela Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco (Emurb) na Cidade da Justiça, e que será concluído em 4 meses.

O valor do investimento será de mais de 3 milhões de reais, para execução dos serviços de terraplanagem, drenagem pluvial, pavimentação de vias e sinalização viária.

“Nós estamos aqui com quatro frentes de trabalho, a primeira é a conclusão do Fórum Criminal, a segunda é a construção dos Juizados Especiais, já na fase de fundação, a terceira é a urbanização da Cidade com terraplanagem,  e em breve já vamos trabalhar na construção do muro e da guarita. Com isso, a cada dia a gente está vencendo os desafios para realizar esse sonho”, disse o presidente

O gerente da agência de setor público do Banco do Brasil, Marcolino Rodighero,  também visitou  as obras do Fórum Criminal, que já estão bastante adiantadas. “O Banco do Brasil, já é um parceiro de longa data do Tribunal, e essa obra representa muito para sociedade acreana.

Essa obra tem um diferencial, e mostra todo empenho que a atual administração do tribunal tem para prestar o melhor serviço à comunidade”, falou.

Cidade da Justiça

Concebido como um dos principais e estratégicos projetos da atual gestão do TJAC, a Cidade da Justiça terá na qualidade e na eficiência do serviço público, dois importantes princípios, seguindo a tendência dos modernos centros urbanos em concentrar espacialmente atividades e serviços públicos para melhor ocupação e organização da cidade.

O empreendimento permitirá a reunião de todos os serviços judiciários em um mesmo local, amplo e estruturado.

Com facilidade de acesso e transporte, a comunidade forense e a população serão recebidas com maior conforto e terão um atendimento mais otimizado.

É possível acompanhar todas as etapas do empreendimento por meio do link disponibilizado no site do Tribunal.

A Cidade da Justiça de Rio Branco irá beneficiar principalmente os cidadãos que batem à porta do Judiciário à procura da chamada tutela jurisdicional (resposta institucional com vistas à solução de conflitos). Além disso, magistrados e servidores do TJAC também serão beneficiados com instalações mais amplas, adequadas e seguras.

Confira um vídeo sobre as obras da Cidade da Justiça.

 

Postado em: Notícias | Tags:, ,

Fonte: Atualizado em 15/10/2014