Nota de Pesar pelo falecimento do desembargador Eliezer Scherrer

Portaria 15.65/2016 da Presidência do TJAC decreta Luto Oficial de três dia no âmbito do Judiciário Estadual.

Des.
Eliezer Mattos Scherrer, Presidente do TJAC no biênio
1993 – 1995

A Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Acre comunica à classe forense e à comunidade em geral o falecimento do desembargador aposentado Eliezer Mattos Scherrer.

Tão logo soube da notícia, a desembargadora-presidente Cezarinete Angelim, em nome Poder Judiciário do Acre, solidarizou-se com a família enlutada.

Também determinou que fosse instituída a Portaria 15.65/2016, que será publicada no Diário da Justiça Eletrônico.

O documento destaca o disposto no art. 16, II da Lei Complementar Estadual nº 221/2010 e no art. 51, I do Regimento Interno; e considera o teor do Artigo 1º da Resolução nº 136/2009, que alterou o Artigo 18 da Resolução nº 68/1995, ambas do Tribunal Pleno Administrativo deste Sodalício;

Nesse sentido, a presidente do TJAC decreta Luto Oficial no âmbito do Judiciário Acreano, nos dias 5, 6 e 7 de outubro deste, sem prejuízo do expediente forense, em virtude do falecimento do desembargador aposentado Eliezer Mattos Scherrer.

O magistrado faleceu no último dia 5 de outubro na cidade de Vitória, no Espírito Santo, tendo sido sepultado na cidade de Serra, no mesmo Estado, na quinta-feira (6).

Eliezer Scherrer nasceu em 20 de novembro de 1939, em Cachoeiro de Itapemirim (ES). Bacharelou-se em Direito, em 1975, pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Em 6 de setembro de 1984, foi nomeado para exercer a função de juiz de Direito substituto da 1ª Seção Judiciária do Acre. Exerceu suas funções jurisdicionais também nas Comarcas de Sena Madureira, Cruzeiro do Sul e Rio Branco.

Tomou posse no cargo de desembargador no dia 19 de março de 1989, sendo eleito para Presidência do Tribunal de Justiça no Biênio de 1993/1995. Também exerceu as funções de vice-presidente e corregedor geral da Justiça do TJAC. Requereu a aposentadoria voluntária no ano de 2005.

Em nome do Poder Judiciário Estadual, a desembargadora-presidente Cezarinete Angelim lamenta profundamente a morte de um dos protagonistas da Justiça Acreana, e pede a Deus o consolo necessário neste momento de tristeza e dor.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 07/10/2016