Divulgado resultado provisório do Processo Seletivo para Juiz leigo e Conciliador

Próximas etapas no cronograma incluem a publicação dos espelhos das provas subjetivas, e a publicação dos resultados preliminares.

O Tribunal de Justiça do Acre tornou público o resultado provisório relativo às provas objetivas do Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de profissionais para o desempenho das funções de Juiz Leigo e Conciliador. A relação de candidatos foi publicada na edição nº 5.623 do Diário da Justiça Eletrônico (fls. 109-113) .

São considerados eliminados aqueles que não constarem na relação publicada. E estão habilitados para a próxima etapa, que é a correção da prova subjetiva, apenas os que obtiverem no mínimo 50% da pontuação na prova objetiva.

Segundo o cronograma do edital, na última terça-feira (26) foi divulgado o resultado dos recursos com as respectivas análises e justificativas para possíveis alterações de notas. Apurados os resultados, o Presidente da Comissão do Processo Seletivo fará publicar a relação dos candidatos aprovados na prova objetiva.

A próxima etapa no cronograma é a publicação dos espelhos das provas subjetivas na quinta-feira (28). Os resultados preliminares dessa fase serão divulgados no dia 13 de maio. Confira aqui o cronograma.

Concorrência

Nesta edição do processo seletivo foram disponibilizadas 21 vagas para Juiz Leigo e 19 vagas para Conciliador. Ambas as funções terão a formação de cadastro de reservas.

O TJAC recebeu o total de 791 inscrições, sendo 644 para conciliador, que teve maior demanda para as vagas de Bujari e 147 para juiz leigo, onde a maior concorrência está em Rio Branco, com 13 candidatos disputando uma das oito vagas apresentadas.

Mais informações: https://www.tjac.jus.br/wp-content/uploads/2016/01/Demanda-de-Candidatos.pdf

Aprovação

Os aprovados vão atuar no Sistema de Juizados Especiais e de Conciliador nas comarcas de Acrelândia, Assis Brasil, Brasiléia, Bujari, Capixaba, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia, Feijó, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Sena Madureira, Senador Guiomard, Tarauacá, Xapuri e ainda nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania de Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Santa Rosa do Purus.

 Os profissionais são selecionados para a função pelo período de dois anos, admitida uma recondução por igual período, a critério da Administração do TJAC e de acordo com a aferição de desempenho e produtividade.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 27/04/2016