Começar de Novo: Programa intensifica ações de ressocialização

O Começar de Novo continua promovendo ações voltadas à ressocialização dos reeducandos e à conscientização da sociedade. Desta vez o Programa integrou o evento “Dia da Família na Escola”, organizado pela Secretaria de Saúde do Estado.

A iniciativa aconteceu neste mês de maio no bairro Sobral, em Rio Branco, e também faz parte do Programa Saúde na Escola (PSE) de 2012.

Coordenada pela Vara de Execuções e Medidas Alternativas (Vepma), uma equipe reeducandos realizou 155 cortes (masculino e feminino) de cabelos gratuitamente.

Eles estão em fase de conclusão do curso de formação profissional oferecido pela unidade judiciária, cuja titular é a juíza Maha Manasfi.

Ainda neste mês de maio, as atividades foram oferecidas aos cidadãos dos bairros Santa Cecília e Vila Acre, na Escola Darci Vargas.

Crack, Tô fora

O Programa Começar de Novo também intensificou a campanha “Crack, tô fora”, idealizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Nesse caso, foram proferidas palestras em diversas escolas, com o intuito de conscientizar a população, sobretudo os mais jovens, sobre os malefícios causados pelo uso de substâncias entorpecentes.

A primeira palestra aconteceu no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), também no Sobral, para um público de 67 pessoas. Já no bairro Floresta, na Casa da Adolescente Mocinha Magalhães, também em Rio Branco, 30 jovens participaram do encontro.

 

As palestras são ministradas por membros de diversas instituições, incluindo o Judiciário, e buscam explicar de modo didático os danos causados pelas drogas, principalmente o Crack.

A ênfase maior é orientar a população para os riscos de experimentar a substância, pque ode levar à dependência química.

Por se tratar de uma droga de efeitos avassaladores, que destrói rapidamente a capacidade humana e transforma o usuário em um dependente, o Começar de Novo trabalha com a idéia da prevenção.

Frases como “o melhor remédio contra o Crack é nunca experimentar” e “seja livre, nucna use Crack ou qualquer outra droga” são amplamente discutidas com os participantes.

Outras palestras acerca do mesmo tema foram proferidas na ala feminina do presídio Francisco D’Oliveira Conde.

O Começar de Novo visa não apenas proporcionar formação teórico-prática aos reeducandos, como garantir seu retorno ao convívio familiar e na sociedade e evitar sua reincidência no crime.

Acompanhe o áudio da matéria:

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 08/07/2015