Comarcas do Vale do Acre passam por Correição

Coordenada pela Corregedora Geral da Justiça, Desembargadora Eva Evangelista, a equipe da Corregedoria Geral de Justiça (COGER) instalou, no dia 20 deste mês, os trabalhos de Correição Geral Ordinária nas Varas Cível e Criminal da Comarca de Xapuri, no Vale do Acre.

A Vara Cível, cuja titular é a Juíza de Direito Zenair Bueno, apresenta significativa redução da taxa de congestionamento, levando-se em consideração os números registrados pela COGER durante os trabalhos correicionais realizados em 2007.

A unidade judiciária possui 733 processos novos, 633 processos sentenciados, 456 processos em estoque e uma taxa de congestionamento de 47%, de acordo com dados do último mês de setembro.

Já a Vara Criminal, que tem como Titular o Juiz de Direito Anastácio Menezes, possui 159 processos novos, 149 processos sentenciados, 45 processos em estoque e apresenta uma taxa de congestionamento de 27%, conforme dados relativos ao mês de setembro de 2008.

Para Eva Evangelista, as baixas taxas de congestionamento verificadas refletem a excelência do trabalho desenvolvido pelos magistrados e suas equipes, bem como os investimentos de ordem estrutural feitos pela atual Direção do Tribunal.

Segundo ela, a reforma e ampliação dos espaços físicos onde funcionam as unidades judiciárias do interior, além da aquisição de novos equipamentos de informática, proporcionaram a melhoria da prestação jurisdicional nessas unidades, aferida agora durante a Correição realizada pela Corregedoria.

Assis Brasil

Na última terça-feira, 21, a equipe da COGER realizou Correição na Comarca de Assis Brasil, cuja competência prorrogada é do Juiz de Direito Leandro Leri Gross.

A exemplo do que  costuma dizer durante a realização dos trabalhos correicionais  nas Varas e Juizados Especiais da Capital, em sua passagem pelas unidades do interior do Estado, a Corregedora Eva Evangelista tem reiterado o caráter pedagógico do procedimento para a qualificação das atividades jurisdicionais.

Para a Corregedora, mais importante do que simplesmente fiscalizar é poder estar perto dos magistrados e servidores, sentir as suas dificuldades, orientá-los e compartilhar das suas alegrias em distribuir Justiça aos cidadãos, principalmente os mais simples e humildes. “Isso é o que nos dá satisfação”, costuma dizer.

Na quarta-feira, 22, a equipe da COGER realizou os trabalhos correicionais na Comarca de Epitaciolândia e nos dias 23 e 24 na Comarca de Brasiléia.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 24/10/2008