Atual gestão do TJAC expande projeto Bosque Florido para a Cidade da Justiça

Plantio de 60 mudas de Ipê Rosa vai ao encontro das diretrizes de sustentabilidade ambiental, cuidado com a natureza e preservação do planeta.

Idealizado pela atual gestão do Tribunal de Justiça do Acre logo no início de 2015, o Projeto Bosque Florido já deu frutos, e veio para ficar. A paisagem antes demasiado austera da Sede Administrativa agora tem no colorido da natureza os tons de beleza e harmonia, que envolvem magistrados, servidores, colaboradores e tantos quantos visitem o prédio. O verde predominante enseja o compromisso com a sustentabilidade ambiental, uma das prioridades deste Biênio 2015-2017.

bosque_florido_tjac_22

Agora é a vez da Cidade da Justiça de Rio Branco – que já abriga o Fórum Criminal e, em breve, a nova Sede dos Juizados Especiais -, receber a ampliação do projeto, com o plantio de Ipê Rosa.

A desembargadora-presidente conduziu a plantação da primeira muda, ao lado da sua equipe de trabalho, que de semelhante modo adota o comprometimento espontâneo de fomentar a responsabilidade social e ambiental no contexto do Judiciário Acreano.

“Estamos cultivando desde o início não a apenas a responsabilidade social, mas a ambiental, transformando nossas unidades em espaços de acolhimento, cuidado com a natureza e preservação do planeta, agindo no presente, mas com os olhos no futuro das outras gerações”, assinalou a presidente do TJAC.

Reconhecimento com Selo Verde

Tanto esforço e dedicação ao tema tinham de ser reconhecido. E veio da melhor forma. A Instituição recebeu a certificação Selo Verde Chico Mendes na categoria Gestão Socioambiental Responsável. Trata-se do primeiro Tribunal do País a obter esse reconhecimento, em virtude de sua comprovada “luta em preservar o meio ambiente e preservar o Planeta Terra”.

selo_verde_tjac

A inédita Certificação Selo Verde e Prêmio Socioambiental Chico Mendes serão entregues neste mês de novembro.

O Selo Verde é hoje um dos mais eficientes meios para agregar visibilidade às empresas e instituições que estão de acordo com as boas práticas de conduta socioambiental responsável.

Outras práticas

O Bosque Florido começou no ano passado com o plantio de 12 mudas da espécie Jacarandá-mimoso, protagonizado pela própria presidente e pelos demais membros da Corte de Justiça Acreana marcando assim a etapa inicial do projeto.

Em setembro de 2015, a mesma iniciativa foi levada a Cruzeiro do Sul, segunda maior Comarca de Cruzeiro do Sul, ocasião em que os magistrados e servidores plantaram as mudas, e andaram pela trilha ecológica na Cidade da Justiça local.

O objetivo é da saúde e proporcionar o bem-estar de magistrados e servidores, bem como avançar na conscientização ambiental no âmbito do Poder Judiciário Acreano.

Não menos importante foi a doação de 21 mudas de Palmeira-imperial, uma das mais nobres, tradicionais e imponentes espécies da flora brasileira, realizada por diretores e assessores, a própria presidente e a juíza-auxiliar Mirla Regina. As mudas ganharam iluminação especial, realçando, no período noturno, a dimensão do Tribunal Verde.

palmeiras_diretores_tjac_6

Desde então, a rede de colaboradores em torno do projeto não parou de crescer. Não é por acaso que a paisagem austera da Sede Administrativa se transformou em um espaço mais leve, acolhedor, de maior bem-estar para os que trabalham e visitam o prédio, em perfeita sintonia com o meio ambiente.

Área de Proteção Ambiental (APA)

A Presidência garantiu junto ao Executivo a cessão oficial ao Tribunal de Justiça do Acre de uma Área de Proteção Ambiental (APA) – localizada próxima à Sede Administrativa da Instituição.

Cezarinete Angelim anunciou tem trabalhado para que o espaço, uma área pública com 45 mil metros quadrados, seja transformado em verdadeiro Santuário Ecológico, para fins de implantação de atividades sustentáveis de educação ambiental, cultura e lazer, acessíveis à população em geral.

O Projeto

O Projeto Bosque Florido faz parte do programa “Natureza Viva” e está alinhado não apenas à necessidade de conscientização ambiental e ao Planejamento Estratégico 2015/2020. Sua execução está sob a responsabilidade da Diretoria Regional do Vale do Alto Acre (Drvac), com supervisão direta da Presidência.

bosque_florido_tjac_11

Cada parte da área externa do edifício sede do Poder Judiciário Acreano foi aos poucos sendo ocupado por espécies frutíferas e ornamentais.

Ipês branco e amarelo; Açaí de touceira; Mogno; Angelim; Cedro; Acácia Javânica; Guapurubus; Andiroba; Castanha sapucaia; Amora; Manacá; Ingá de metro; Bougainville; Maria sem vergonha; Helicônia; Panamá, Bastão do imperador, são algumas das espécies facilmente encontradas nos arredores do TJAC. Tem também Melancia; Maracujá; Caju; Coco; Noni; Acerola e até Citronela, que é um excelente repelente natural.

Trilha ecológica

A trilha do Bosque Florido, com 196 metros de extensão, tem grau de dificuldade leve, é revestida de casca de castanha, e pode ser percorrida por pessoas de várias idades. No trajeto dela é possível apreciar aspectos da vegetação da nova paisagem que se forma em torno do Tribunal de Justiça do Acre. Os arcos colocados nas entradas, exaltam a beleza das flores cultivas em toda a sua extensão.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 17/11/2016