Alunos da escola Francisco Augusto Bacurau vivem experiência de conhecer órgãos do Judiciário Acreano

Em 2016, 14 escolas de Rio Branco foram contempladas; Expectativa da Esjud é beneficiar mais 1.600 alunos na 5ª edição.

Um grupo de 60 crianças da Escola Municipal Francisco Augusto Bacurau visitou na semana passada a Escola do Poder Judiciário (Esjud), anexa à Sede Administrativa do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC). Acompanhados pela coordenadora pedagógica, professores e servidores do TJAC, a visita tem o intuito de explicar e mostrar como funcionam os diversos órgãos da Justiça Estadual Acreana.

visita_escola_bacural_tjac_4

A visita faz parte da 2ª etapa do Projeto Cidadania e Justiça na Escola, uma parceria da Prefeitura de Rio Branco e Secretaria de Estado de Educação (SEME) que leva crianças do ensino fundamental das escolas municipal e estadual para conhecer órgãos do Poder Judiciário.

No ato da visita, realizado na sala de estudos da Esjud, as crianças assistiram um vídeo motivacional. Perguntado sobre o que queria ser quando crescer, Régio Saíron, de 10 anos, estudante do 5º ano do ensino fundamental disse que seu sonho é ser desembargador “Vou estudar pra realizar esse sonho. Meus pais dizem que se eu estudar, vou conseguir. Acho ser um desembargador um trabalho bonito, que ajuda as pessoas que não tem condições”.

visita_escola_bacural_tjac_1

Camila Barroso, de 11 anos, está no 5º ano e relatou sua experiência de conhecer os órgãos do Judiciário pela primeira vez “Eu achei a visita muito legal. Tinha coisas que eu não conhecia sobre a justiça, tinha dúvidas e nessa visita passei entender como funciona. Quando vi o vídeo, fiquei inspirada a estudar e ir atrás do meu sonho. Quero ser uma advogada para lutar contra o preconceito, lutar pelo direito das pessoas, eu gosto disso”.

A coordenadora pedagógica Mariana de Souza elogiou a parceria com as escolas e parabenizou o Tribunal pelo projeto “Esse trabalho feito pela Justiça do Acre ensina as crianças desde pequenas a estar inserido no universo da cidadania e ser cidadãos de bem no dia a dia e incentiva a formar cidadãos comprometidos com a justiça e com o próximo. Parabéns ao Tribunal pela iniciativa, meu desejo é que esse projeto nunca acabe, continue por anos e anos”.

Em 2016, o Projeto Cidadania e Justiça na Escola fez parceria com 14 escolas em Rio Branco. De acordo com o cronograma, nesta terça-feira (22) a visita é dos alunos da escola Juvenal Antunes, do Bairro Calafate e na quinta-feira, (24) encerra o 2º ciclo de visitas com alunos da escola Padre Peregrino Carneiro de Lima, do Tucumã. Segundo a Escola do Poder Judiciário, está prevista a visita de 1.600 crianças durante a etapa 2016.

Conforme o roteiro, as visitas têm inicio no Fórum Barão do Rio Branco, Palácio da Justiça, Fórum Criminal, Sede Administrativa do Tribunal e Escola do Poder Judiciário (Esjud).

Cidadania e Justiça na Escola

O projeto foi criado no ano de 2012 no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre e está vinculado ao programa “Cidadania e Justiça Também se Aprendem na Escola”, criado e implementado nacionalmente pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). São parceiros na realização do projeto, além da própria AMB, a Associação de Magistrados do Acre (Asmac), a Secretaria Municipal de Educação (SEME) e o Ministério Público do Acre (MPAC).

Ao mesmo tempo em que busca contribuir para a formação de crianças como agentes multiplicadores de saberes, o projeto também visa proporcionar uma maior aproximação e interação entre o Poder Judiciário e a sociedade, permitindo aos magistrados conhecer melhor a realidade social, através de uma inserção qualificada no cotidiano escolar.

A atuação do Poder Judiciário e de seus membros no papel de auxiliares do processo educativo já se encontra previsto no art. 205 da Constituição Federal e nos art. 1º, §2º, e art. 32, I, da Lei nº 9.394 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação-LDB), e a cada dia essa participação vem se consolidando nos processos formativos da vida do cidadão.

Com o desenvolvimento do Projeto Justiça e Cidadania na Escola, o Tribunal de Justiça, pelas mãos de sua Escola da Magistratura, também cumpre a Meta 4/2011 do Conselho Nacional de Justiça, que consiste na implantação de programas de esclarecimento ao público sobre as funções, atividades e órgãos do Poder Judiciário.

Desde que foi criado, o programa já beneficiou mais de 4 mil estudantes da 5ª série do ensino fundamental de escolas públicas municipais e estaduais.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 28/11/2016