19º Encontro do Copedem

Nesta semana, a cidade de Manaus (AM) sedia o 19º Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem), oficialmente aberto na noite do dia 5, quinta-feira, pelo Presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Domingos Jorge Chalub Pereira. Esta é a primeira vez que o Amazonas sedia este encontro.

A abertura foi comandada pelo Presidente do Copedem e Diretor da Escola da Magistratura de São Paulo, Desembargador Antônio Rulli Júnior, que elogiou o esforço para a realização do evento. Mérito do diretor da Escola da Magistratura do Amazonas (Esmam) e Vice-Presidente do TJAM, desembargador Flávio Pascarelli.

Dentre os participantes está a Desembargadora Eva Evangelista, Diretora da Escola Superior da Magistratura do Acre (Esmac), que representa do Judiciário Acreano no evento.

A noite foi de solenidade, mas também de homenagens. Um total de dez pessoas foram agraciadas com medalhas do Mérito Acadêmico e outras dez receberam a medalha Ministro Franciulli Neto, reconhecimento à dedicação de esforços para que o ensino de magistrados continue sendo uma realidade por meio das escolas da Magistratura de todo o País.

Até amanhã (07) os membros do Copedem discutirão os rumos do ensino e aperfeiçoamento dos magistrados brasileiros, previsto em lei. “Este encontro é da maior importância para uma instituição que é a energia vital do magistrado, a escola da Magistratura”, declarou o Presidente do TJAM, Desembargador Domingos Chalub.

De acordo com ele, receber o Copedem pela primeira vez no Amazonas é a prova de que o trabalho da Esmam está no caminho certo. “Em quatro meses implantamos cursos de aperfeiçoamento para magistrados e seus assessores, estamos realizando este encontro e ainda estamos cumprindo a missão de treinar os novos juízes”, completou.

O precursor da Esmam, desembargador aposentado José Baptista Vidal Pessoa, definiu o sentido da escola como “a vitamina da magistratura e que deve continuar se perpetuando assim”.

Homenageados

Entre os homenageados estavam o governador Eduardo Braga, representado pelo secretário de Justiça e Direitos Humanos do Amazonas, promotor de Justiça Carlos Lélio Lauria, o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, representado pelo sub-procurador do município, Luiz Franco de Souza Matos, o presidente do TJA, desembargador Domingos Jorge Chalub Pereira, o secretário de Cultura do Amazonas, advogado e historiador Robério Braga, o corregedor Geral de Justiça do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Carlos Malta Marques.

Além deles, os magistrados ligados diretamente às escolas de magistratura foram agraciados com medalhas. Entre eles o diretor da ESMAM, desembargador Flávio Pascarelli, o coordenador da ESMAM, juiz Carlos Valois, o diretor da Escola da Magistratura de Roraima, desembargador Robério Nunes dos Anjos e o professor e advogado Marcos Ferreira Rivas. Além de ex-diretores da ESMAM e precursores da escola, como o desembargador aposentado José Baptista Vidal Pessoa, e o desembargador Djalma Martins da Costa.

(Fonte: Assessoria de Imprensa da Esmac).

 

Leia mais:

 

 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 06/11/2009