Administração do TJAC recebe visita de cortesia de parlamentar federal Alan Rick

Implantação da Casa dos Sonhos foi um dos assuntos discutidos entre o deputado e os membros do Judiciário.

Implantação da “Casa dos Sonhos”, narcotráfico, homossexualidade, projeto de lei de identidade de gênero, Mais Médicos e violência doméstica foram alguns dos assuntos discutidos entre o deputado federal Alan Rick (DEM-AC) e os desembargadores Denise Bonfim (presidente); Francisco Djalma (vice-presidente), Waldirene Cordeiro (corregedora geral) e Eva Evangelista (decana da Corte) durante visita de cortesia feita pelo parlamentar aos membros, na semana passada.

Alan Rick é um dos deputados da emenda individual que destinou a primeira parcela de R$ 190,6 mil ao Tribunal de Justiça do Acre para a aquisição de equipamentos e implantação da “Casa dos Sonhos”, na Cidade do Povo.

O projeto, com a finalidade de facilitar o acesso do cidadão à Justiça, através da prestação de serviços jurídicos e garantir um espaço que promova o incentivo às crianças e adolescentes ingressarem nas carreiras jurídicas, foi criado na gestão da desembargadora Cezarinete Angelim.

 “Agradeço, em nome do Tribunal de Justiça, a visita. Muito nos honra um parlamentar nos ajudar para facilitar o acesso do cidadão à Justiça. Vamos nos empenhar para termos as emendas, pois quem ganha com tudo isso é a população”, comentou a presidente do TJAC, desembargadora Denise Bonfim.

O parlamentar ressaltou estar contente em poder ajudar na concretização de um projeto inovador para a Justiça Acreana e pediu ao Judiciário apoio nas questões que mostram que o povo brasileiro não perdeu os valores éticos e morais.

“Não tenho dúvidas que implantação da “Casa dos Sonhos” será um excelente espaço de justiça e cidadania. Estamos lutando muito na Câmara para aprovação de alguns projetos que beneficiam a sociedade e também queremos pedir apoio ao Judiciário para várias questões. A luta é árdua”, disse o parlamentar.

Outro assunto destacado na ocasião foi a contenção de despesas. A corregedora-geral da Justiça, Waldirene Cordeiro salientou que a Administração tem tomado várias medidas para arcar recursos e, o vice-presidente, desembargador Francisco Djalma enfatizou sobre a necessidade do controle nas fronteiras para tentar combater a entrada de drogas dos países vizinhos. A decana da Corte, desembargadora Eva Evangelista, que assumiu nesta gestão a Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar, levantou a questão de o assunto ser debatido de forma intensificada, pelos políticos, para amenizar a violência contra as mulheres.

Na ocasião, o parlamentar ainda apresentou alguns dos projetos apresentados, a visão diferenciada de alguns assuntos polêmicos e se pôs à disposição do Judiciário para parcerias em prol da sociedade acreana.

 

 

Assessoria | Comunicação TJAC