Projeto Cidadão é promovido na zona rural de Sena Madureira

Atividade foi encerrada com o tradicional Casamento Coletivo.

Centenas de pessoas compareceram a mais uma edição do Projeto Cidadão, desta vez promovido na Reserva Extrativista Iracema Cazumbá, no município de Sena Madureira. A atividade, realizada pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), ocorreu no sábado (9), e foi encerrada com o tradicional Casamento Coletivo. A ação tem apoio fundamental de convênio firmado com o Ministério da Justiça.

Essa foi a quinta edição do projeto de 2017, e ocorreu de forma simplificada, porém com disponibilização de serviços como: expedição de CPF, RG, atendimentos sobre programas sociais, de saúde, corte de cabelo e ainda palestra com orientações jurídicas. No total, foram contabilizados mais de 630 atendimentos.

Realizado em parceria com órgãos federais, estaduais, municipais e não governamentais, o Projeto Cidadão tem a finalidade primordial de assegurar à população de menor poder aquisitivo o direito à documentação básica, bem como o acesso rápido e gratuito aos serviços públicos da área social, como saúde, educação, meio ambiente, segurança e trabalho.

Foram parceiros nesta edição o Instituto de Identificação da Polícia Civil; Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA); Prefeitura de Sena Madureira, Ministério Público, Cartório Extrajudicial e ICMBio.

 “O Tribunal sozinho não seria capaz de promover essas ações de grandiosidade. A parceria dos outros órgãos é fundamental para o sucesso dessa atividade social”, disse a supervisora do Projeto Cidadão, Lenice Lima.

Com o Projeto Cidadão, o Tribunal de Justiça, além de conhecer de perto a realidade de comunidades em situação de vulnerabilidade social, verifica quais os principais anseios dos moradores e trabalha para a resolutividade das demandas com ajuda dos órgãos parceiros.

Casamento Coletivo

Como tradição, a edição foi encerrada com o Casamento Coletivo. Quatorze casais oficializaram a união. Os noivos, de diversas idades, foram representados pelos casais Antônio da Silva, 50 anos, e Cleonice Fortunato dos Santos, 44 anos, que representaram os casais mais antigos. Elison de Lima Lopes, 24 anos, e Ecilônia Xavier Marques, 25 anos, representaram os mais jovens.

A cerimônia foi realizada pela juíza de Direito Andrea Brito que frisou bastante sobre a responsabilidade da união, sabedoria e amor.

O Projeto Cidadão neste ano já ocorreu no município de Porto Acre, no Assentamento Dirigido (PAD) de Humaitá; Transacreana, em Rio Branco; Vila Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul; e na Reserva Extrativista Chico Mendes, em Xapuri. Em todos também ocorreu o Casamento Coletivo.

 

 

 

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 11/09/2017