Juízes do Poder Judiciário Acreano lançam livro ‘Ciências Penais e Juízes Criminais’

Coletânea de artigos é a primeira produção científica do Fonajuc.

Três juízes de Direito do Judiciário Acreano promoveram uma tarde de autógrafo durante o lançamento do livro ‘Ciências Penais e Juízes Criminais’. O exemplar é a primeira produção científica do Fórum Nacional de Juízes Criminais (Fonajuc), que ocorreu semana passada em Florianópolis (SC), e reuniu diversos magistrados. O evento ocorreu na Escola do Poder Judiciário (Esjud) nesta terça-feira (15).

O exemplar compreende o desdobramento temático dos artigos por segmentos didáticos distribuídos em cinco partes, correspondentes aos ramos disciplinares do Direito Penal, do Direito Processual Penal, da Política Criminal e Criminologia, da Execução Penal e da Sociologia Jurídico-Penal.

Entre os autores, estão os juízes de Direito do Acre Fábio Farias, Maria Rosinete e Cloves Ferreira. Os magistrados lançaram a obra após atividade interna na Esjud, sortearam alguns exemplares e promoveram autógrafos aos colegas.

 “O livro traz artigos inéditos ou não de juízes de todas as regiões do país. Contempla diversas matérias da jurisdição criminal que podem contribuir para o aprimoramento dos magistrados. É uma honra para todos nós esse momento”, disse a juíza de Direito Rogéria Epaminondas, uma das organizadoras Fonajuc.

A coletânea de artigos, segundo ela, busca atender a diversificadas preferências daqueles que, notadamente a partir da pena judicante, ousam sonhar com uma justiça criminal que, crescentemente, se aproxime dos legítimos anseios de um plus civilizatório para a construção de uma sociedade, progressivamente, mais igualitária e justa.

Criado em maio por magistrados dos Tribunais de Justiça Estaduais, o Fonajuc já conta com mais de 250 juízes criminais em todo Brasil. A principal finalidade do encontro em Santa Catarina foi o aperfeiçoamento, por meio da troca de conhecimentos, uniformização de procedimentos, disseminação de boas práticas e acompanhamento de propostas legislativas e implementação de políticas públicas, entre outros interesses da área criminal no Brasil.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 16/08/2017