Judiciário articula parceria com universidade para receber estagiários voluntários nas áreas de Psicologia e Direito

Intenção é que estudantes conheçam e atuem dentro de várias áreas no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) e da Central de Processamento Eletrônico

Representantes do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Rio Branco e da Central de Processamento Eletrônico (Cepre) do Judiciário do Acre realizaram reunião com integrante da faculdade de Direito da Unama, na terça-feira, 9, com intuito de articular pareceria para as unidades receberem estagiários voluntários.

Os estágios voluntários não são remunerados, mas podem faz parte da obrigação curricular dos acadêmicos e acadêmicas. Então, viabilizar o cumprimento dessa carga horária junto aos Cejusc e a Cepre gera benefício para estudantes e para o Judiciário do Acre. Dessa forma, o profissional em formação na área do Direito poderá passar por diversos setores dentro da Justiça estadual, desde a atermação até as audiências de conciliação.

A proposta é que sejam recebidas pessoas cursando Direito e também Psicologia para realizar o trabalho junto as pessoas com muitas dívidas, que estão sendo processadas. Esse acompanhamento visa alterar a relação desse consumidor, para contornar o problema que é o superendividamento.

A reunião foi conduzida pelo juiz de Direito Alex Oivane, coordenador do Cejus e da Cepre, com a participação da coordenadora do curso de Direito da Unama, Krishna Cristina da Costa Santos e Silva.

Emanuelly Falqueto | Comunicação TJAC