TJAC lança Programa de Preparação para Aposentadoria

No primeiro evento, foram discutidas a aposentadoria e o envelhecimento com qualidade de vida; mais três encontros estão previstos para acontecer.

O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) deu um passo à frente na gestão humanizada e realizou, na tarde desta terça-feira, 25, o lançamento do Programa de Preparação para Aposentadoria do Poder Judiciário do Estado do Acre. O evento foi marcado pela palestra “Aposentadoria e Envelhecimento: Revendo Tabus e Preconceitos, Relações Familiares e Papéis, Bem Estar Pessoal e Social”.

O programa, que é uma iniciativa da atual presidência do TJAC, tem como objetivo acolher, orientar, refletir e discutir com o quadro pessoal sobre o processo de transição da fase de trabalho para a aposentadoria, um momento ainda desconhecido, desejado por muitos e temido por alguns.

A atividade foi desenvolvida por videoconferência, por meio da Gerência de Qualidade de Vida (GEVID). As facilitadoras foram a psicóloga Josinéia Costa e a assistente social Milene Moura, ambas servidoras do TJAC. Também participou como facilitador o senhor José dos Santos, representante da Acreprevidência.

O evento em ambiente digital foi prestigiado pelo desembargador Luís Camolez, coordenador do Comitê Gestor de Atenção à Saúde do TJAC; pelos juízes de Direito Clovis Lodi e Ednaldo Muniz, bem como pelas juízas de Direito Maha Manasfi e Zenice Mota (coordenadora pedagógica da Escola do Poder Judiciário); entre outros magistrados; além de diretores, gerentes e servidores do Judiciário Acreano. 

 

“Essa é uma discussão, um debate muito importante para o Tribunal. Como também é importante a participação, o envolvimento de todos. Nós também teremos um momento para tirar dúvidas ao final. Nós estamos nos aproximando de um ponto em que quanto mais informação melhor para todos. E com a covid, a pandemia, nós vivemos praticamente uma mudança de paradigma. Então vamos aproveitar esse momento para tirar nossas dúvidas”, disse o desembargador Luís Camolez. 

“Eu dou os parabéns ao Tribunal por essa iniciativa, por dar essa importância, essa preparação prévia para a aposentadoria. (Quando penso em aposentadoria) o que me vem à cabeça é medo. Medo do exemplo de pessoas que se aposentaram e ficaram com um tempo de sobra com essa mudança”, considerou a juíza de Direito Maha Manasfi.

Durante quase uma hora, os facilitadores falaram sobre temas importantes, como a importância de ações planejadas para aposentadoria, a boa gestão dos recursos financeiros, espiritualidade, qualidade de vida, realização de viagens, exercícios e nutrição adequados, cuidados médicos ou mesmo como se preparar para passar mais tempo ao lado da família.

“É muito importante você se visualizar daqui a algum tempo. Como você vai estar? Ou melhor, como você pretende, deseja estar? É importante você se preparar para a transição, para a finalização de cada ciclo da vida. Você tem em suas mãos o direito de fazer o que quiser”, ressaltou a psicóloga Josinéia Costa.  

A profissional da psicologia também dedicou tempo de palestra aos tabus acerca da aposentadoria e da terceira idade. Ela destacou a evolução da medicina e dos tratamentos que permitem que as gerações atuais envelheçam com mais qualidade.

“E vocês no TJ contam com médico, contam com enfermeiro, contam com nutricionista, contam com fisioterapeuta, isso tudo está nas mãos de vocês”, assinalou Josinéia Costa.

Mais três atividades do Programa de Preparação para Aposentadoria estão previstas para acontecer nos dias 28 de maio e 3 e 4 de junho.

Assessoria | Comunicação TJAC