Corregedoria-Geral da Justiça do Acre elabora Plano de Implantação do PJeCor

Sistema desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) tem objetivo de unificar o fluxo de trabalho entre as corregedorias e garantir maior eficiência nos serviços correicionais.

Seguindo determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Corregedoria-Geral da Justiça do Acre (Coger) apresentou, na quinta-feira, 18, o Plano de Implantação do sistema informatizado único PjeCor. A previsão é que o sistema, desenvolvido pelo CNJ, esteja estabelecido em todas as Corregedorias do país até o dia 31 de dezembro deste ano.

O debate sobre os objetivos, metas, ações e prazos necessários para instauração da ferramenta teve a participação do corregedor-geral da Justiça, desembargador Júnior Alberto, do juiz-auxiliar da Coger, Leandro Leri Gross, e todos os servidores atuantes no Órgão Correicional.

O PjeCor tem objetivo de unificar e padronizar a tramitação dos procedimentos administrativos e proporcionar maior eficiência, transparência, economia no trabalho. Com a instalação do sistema, haverá integração entre as corregedorias do Judiciário nacional.

A Coger tem em torno de 500 processos tramitando, que serão migrados para a ferramenta, conforme cronograma de ações. Para o corregedor-geral o PjeCor poderá otimizar os serviços prestados. “Este é mais um desafio e acredito que vai trazer melhorias. A intenção é que até mês de agosto estejamos com todos nossos processos tramitando nesse sistema, inclusive, reclamações, processos que envolvam delegatários, tudo será migrado”, comentou o desembargador Júnior Alberto.

Entre os passos para efetivação do sistema estão: editar atos normativos de implantação do PjeCor; preparar o site para acesso e informação; alterar as normas internas e do Poder Judiciário; cadastrar usuários internos, das unidades judiciais, da sede administrativa do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), das serventias extrajudiciais, Ministério Público, Defensoria Pública; realizar treinamento e capacitação; e, efetuar migração do acervo existente.

Durante a reunião , o corregedor-geral Júnior Alberto ainda agradeceu o envolvimento de toda equipe. “O Plano de Implantação está muito bem elaborado, agradeço a colaboração de todos. Nós conseguiremos realizar mais este avanço e nosso trabalho será útil para fortalecer o Judiciário. Lógico que teremos alguns obstáculos, mas juntos e irmanados nesse propósito atenderemos cada vez melhor o cidadão e executaremos as missões que estão sendo delegadas para nós”.

A partir de agora, o Plano de Implantação será encaminhado para o CNJ, que em até 60 dias deve apresentar Cronograma de Execução. Então, após o estabelecimento do PjeCor no âmbito da Corregedoria-Geral da Justiça do Acre petições feitas por advogados e processos tramitarão pela ferramenta.

Postado em: COGER, Galeria, Notícias | Tags:, ,

Fonte: Atualizado em 13/08/2020