Desembargadora-presidente participa de reunião do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil

Durante o encontro foram tratados vários temas de interesse da magistratura nacional e também do Poder Judiciário

A presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Waldirene Cordeiro, participou da primeira reunião dos integrantes do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil (Codepre) – criado há um ano (20/2/20), em substituição ao Conselho dos Tribunais de Justiça do Brasil, que era composto por presidentes e ex-presidentes. A reunião ocorreu por videoconferência pela plataforma Teams, na sexta-feira, 26.

Na ocasião, além das boas-vindas aos presidentes que assumiram nos últimos meses, a Administração do Codepre apresentou ao colegiado propostas de alterações no estatuto, deliberações em andamento e o novo layout de logomarca.

De acordo com o presidente do Codepre, Pinheiro Franco, a Administração do colégio foi eleita para conduzir questões emergenciais, mas cada presidente tem absoluta liberdade para apresentar projetos e apontar rumos.

Ele ratificou o decidido, pelo colegiado, quando da criação do Codepre. “Propagamos pela união. Estamos sempre em defesa de prerrogativas, de posições e de projetos que possam melhorar a atividade jurisdicional de todos nós. Jamais deixaremos de ouvir ponderações de toda a ordem. Estamos juntos e não há diferenças, não há sentimento menor. Só que, por questões já ponderadas, acabamos escolhendo um novo caminho.”

Todos os magistrados manifestaram suas preocupações relativas ao Poder Judiciário, a projetos legislativos em curso e à saúde da população, já que a grande maioria dos estados, senão a totalidade, enfrenta situação similar e sofre as consequências da pandemia.

Antes do encerramento, Pinheiro Franco citou o profícuo trabalho que o Codepre tem feito junto com a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e, mais uma vez com o firme propósito de união, conclamou os integrantes do Codepre a darem publicidade, nos sites de suas instituições, à campanha “SOS Acre” para que magistrados e servidores de todo o Brasil tenham a possibilidade de ajudar os acreanos a superarem o momento difícil pelo qual passam.

Com informações do Codepre

 

 

Assessoria | Comunicação TJAC