Recurso de Penas Pecuniárias viabiliza instalação de Centro de Operações Integradas da PM

Poder Judiciário tem avançado em sua atuação participando ativamente em ações preventivas.

No início deste mês foi inaugurado o Centro de Operações Integradas da Polícia Militar em Tarauacá. A unidade de segurança pública vai utilizar como estratégia o sistema de videomonitoramento recentemente implantado, a partir do investimento de R$ 50.994,14 provenientes do fundo de penas pecuniárias da unidade judiciária.

Na solenidade, a juíza de Direito Ana Paula Saboya destacou que ainda há muito a fazer, pois o recurso disponibilizado possibilitou a instalação de toda a infraestrutura e de quatro câmeras, contudo há capacidade para 36. “Agora chegou o momento de toda a sociedade e os demais entes públicos darem sua participação, doando à Polícia Militar, responsável pelo serviço, recursos para aquisição de mais câmeras”, incentivou.

Saboya salientou ainda que a segurança pública é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos. “O Poder Judiciário possui relevante papel na garantia deste direito e tem avançado em sua atuação, não só buscando celeridade nos julgamentos, mas participando ativamente em ações preventivas. A implementação do monitoramento com câmeras é a concretização disso”, apontou.

Funcionando no Quartel do 7º Batalhão, o monitoramento em pontos estratégicos da cidade vai liberar o patrulhamento ostensivo para os demais bairros não assistidos. A atividade vai auxiliar a elucidação de crimes, flagrante de infratores em ações delituosas e produz informações sobre o envolvimento de indivíduos em ações criminosas.

O comandante-geral da PM, Coronel Marcos Kimpara, salientou que o município se torna uma referência quando se trata em parceria público-privada. “Agradecemos a confiança na polícia. Tarauacá é um exemplo para outros municípios em seu esforço de buscar investimentos para melhorar o sistema de segurança. A população confia, gosta e protege a polícia, quem não gosta da polícia é o crime”, concluiu.

A tecnologia aperfeiçoa a dinâmica da ação policial, porque permite acionar uma viatura antes mesmo de uma vítima realizar o contato pelo Disque Denúncia 190, bem como checar trotes e inibir falsas ocorrências.

A comunicação em tempo real das imagens de vídeo tem o objetivo de dar uma resposta mais ágil para os atos criminosos, recurso que já é utilizado em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Sena Madureira. *Com informações do Portal Tarauacá

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 14/03/2018