“Fortalecendo Vidas” ampliará oferta de atividades para crianças e adolescentes em vulnerabilidade

Casas de acolhimento, escolas e centros socioeducativos serão os locais contemplados pelas as ações do programa.

O Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), por meio da Coordenadoria da Infância e Juventude, tem desenvolvido programas educativos e sociais com um público em vulnerabilidade. Neste segundo semestre, a desembargadora Regina Ferrari, está reunindo novos parceiros para a implementação do programa Fortalecendo Vidas.

O programa tem o intuito de atender crianças e adolescentes em medida protetiva e socioeducativa, e será desenvolvido em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral, Conselho Tutelar, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac), Polícia Militar, Instituto Socioeducativo (Ise) e Aliança Pró-Evangelização das Crianças (Apec).

Na última quinta-feira, 18, os coordenadores e alguns participantes do programa Força Jovem se reuniram com a coordenadora para colaborar na programação a ser desenvolvida na capital acreana.  O coordenador Acelon da Silva apresentou a disposição do grupo para contribuir com aulas de dança, ações sociais e apresentações artísticas. “Acreditamos que a juventude deve usar sua força nas causas em que o amor fará diferença”, disse.

A desembargadora Regina Ferrari ressaltou que outros projetos que atuam com o público infanto-juvenil serão agregados à iniciativa, para fomentar a proposta de educação profissionalizante, formação cidadã, arte, cultura, lazer e fortalecimento da família. “A difusão de valores é uma forma de garantir a proteção a crianças e adolescentes, que o intuito do TJAC e de todos os parceiros que estão colaborando para que vidas sejam fortalecidas”, afirmou.

Voluntariado

No último sábado, dia 20, um dos parceiros do projeto Fortalecendo Vidas, iniciou as atividades no Instituto Socioeducativo Mocinha Magalhães com as reeducandas. Os membros da Igreja Batista Memorial, que integram a Aliança Pró-Evangelização, vão ministrar um curso chamado “Investigadores da Bíblia”, que foi apresentado pelo pastor Josimar Silva.

O diretor presidente do ISE, Rogério Silva, ratificou que a instituição está de portas abertas para atividades que resgatam a identidade moral das adolescentes, pois em seu entendimento esse o melhor caminho para ressocialização.

Na oportunidade, a juíza-auxiliar da presidência do TJAC, Andrea Brito, compartilhou um pouco de sua experiência em audiências, contando como muitas mulheres são reféns de companheiros e, pelo relacionamento, acabam se envolvendo na criminalidade. “Quero que vocês tenham um futuro diferente”, concluiu.

A assistência religiosa vai atender 20 internas da unidade durante 10 meses. O grupo recebeu bem a iniciativa e se integrou a proposta desde o primeiro acorde do violão da equipe de louvor. “Na Bíblia, no livro de Hebreus, Deus manda a gente lembrar-se dos encarcerados. Esse é o nosso chamado”, enfatizou a coordenadora Sandra Amorim.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 24/07/2019