TJAC fiscaliza carga e lacre das urnas eletrônicas

A cerimônia pública inaugura etapa da operacionalização das eleições, que ocorrem no primeiro final de semana de outubro

A presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Waldirene Cordeiro, participou da cerimônia de carga e lacre das urnas eletrônicas, realizada nessa sexta-feira, 23. A preparação para o primeiro turno das Eleições 2022 se iniciou com os equipamentos que serão disponibilizados para as 1ª e 9ª zona eleitoral da capital acreana.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC), desembargador Francisco Djalma, formalizou o início da operacionalização. A cerimônia pública atende ao que está previsto em lei para a garantia de publicidade e transparência, consolidando o Pacto pela Democracia.

 

(Foto: Sérgio Vale)

 

Nesse sentido, a diretora-geral do TRE/AC Rosana Magalhães destacou a parceria e a importância da fiscalização: “a presença do Poder Público, entidades fiscalizadoras e dos meios de comunicação nesse momento demonstra o interesse na lisura do pleito eleitoral. Finalizada essa etapa de preparação, o trabalho segue com a logística de transporte”.

O desembargador Laudivon Nogueira, vice-presidente e corregedor eleitoral, indicou que em Rio Branco há 888 seções. “O processo eleitoral é transparente, é auditável e é fiscalizado por vários órgãos externos, por isso deixamos claro para a sociedade sobre como tudo funciona”, ressaltou.

Ainda, o secretário da Tecnologia da Informação do TRE/AC Francisco Vital explicou que urna não possui conexão externa, por isso todas as mídias precisam ser carregadas em cada unidade. Assim que se completa a inserção dos dados dos eleitores e dos candidatos nos dispositivos, vincula-se a seção eleitoral e é feita a aposição dos lacres físicos.

Também participaram da solenidade, os representantes da Polícia Federal, Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Militar, Defensoria Pública, Tribunal de Contas da União, Agência Brasileira de Inteligência e Organização dos Advogados do Acre.

 

Miriane Teles | Comunicação TJAC