TJAC e Fieac dialogam com instituições sobre ampliação do Programa Radioativo

Reunião com Assembleia Legislativa, junto aos parceiros do programa, Ministério Público Estadual e Senai, discutiu estratégias de ampliação para a inclusão de mais jovens em situação de vulnerabilidade social

Criado em 2018, em uma ação conjunta do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), por meio da Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ), e Federação de Indústrias do Acre (FIEAC), e o apoio de diversos parceiros, o projeto Radioativo já apresenta bons resultados em sua missão de promover inclusão de jovens em situação de vulnerabilidade social, egressos do Sistema Socioeducativo.

Agora o desafio é fazer com que mais pessoas sejam atendidas pelo programa. Para isso, uma reunião foi realizada nesta quinta-feira, 7, pela Coordenadora da Infância e Juventude, desembargadora Regina Ferrari, o presidente da Fieac, José Adriano, junto ao parceiros, a procura-geral do Ministério Público do Estado, Katia Rejane, o diretor do Senai, César Dotto, com o presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Nicolau Junior.

O intuito foi de articular que outros jovens possam ser contemplados com bolsa-estágio, a partir do apoio de parlamentares, por meio de emenda. Segundo a desembargadora Regina Ferrari, o programa Radioativo já contemplou 40 adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade, como jovens aprendizes, e foram disponibilizados por meio do Senai, diversos cursos de qualificação.

“Hoje tivemos a oportunidade de sensibilizar o presidente da Aleac para que seja parceiro do projeto Radiotivo e dividir essa parceria com cada deputado, a fim de que possam empreender a apropriar verbas por meio de emendas para apadrinhar mais vagas de menor aprendiz, a fim de que adolescentes possam ter oportunidades em sua vida se qualificando e se profissionalizando. Agradecemos a acolhida ao projeto e por entender o quanto ele é positivo, pois só fortalecendo as crianças é que iremos evoluir civilizadamente como país e Estado, disse a desembargadora.

O presidente da Fieac, José Adriano, destacou a importância do apoio da Aleac e disse que o encontro é um passo importante para o estado do Acre em termos de indicadores que relacionam menores em conflito com a lei.

A chefe do MPAC incentivou o apoio da Aleac ao programa, afirmando que “as instituições que atuam nessa defesa compreendem o quanto são capazes de modificar a realidade de um adolescente quando se investe nele”, disse a PGJ.

Compromisso

O presidente da Aleac disse que vai levar o programa para a casa legislativa e colocar sua importância aos demais deputados, a fim de que também possam se aliançar e contribuir. “É uma satisfação estar aqui para acompanhar esse trabalho que vem sendo realizado através desse programa que leva oportunidade para nossos adolescentes e salva vidas. É um programa que vai dar a eles a oportunidade de ter uma profissão e posteriormente entrar no mercado de trabalho”, disse o parlamentar.

Na próxima quarta-feira, 13, o programa Radioativo será apresentado na Assembleia Legislativa, durante a sessão, para que todos os parlamentares possam conhecer a iniciativa.

Andrea Laiana Coelho Zilio | Comunicação TJAC